Programa Soldado Cidadão, redesenhado, leva militares à formação fora das Forças Armadas

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,12 nov 2019 14:34

jaqueline Monis, Anildo Morais, Paulo Santos
jaqueline Monis, Anildo Morais, Paulo Santos (Rádio Morabeza)

O Programa Soldado Cidadão foi relançado esta manhã, na cidade da Praia, com a assinatura de um protocolo entre a Direcção Geral do Emprego, Formação Profissional e Estágios Profissionais, o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) e as Forças Armadas.

Em declarações aos jornalistas, a Directora Geral do Emprego, Formação Profissional e Estágios Profissionais, Jaqueline Moniz, disse que o programa era inicialmente restrito ao espaço da Forças Armadas, mas foi necessário fazer um redesenho do mesmo.

"Levá-lo para as entidades de formação que estão devidamente acreditadas e que têm condições para tal, porque não vamos pegar em qualquer instituição. São instituições acreditadas com condições, formadores e equipamentos para podermos mostrar aos jovens uma outra valência, mostrar, de facto, que existe formação para além desse espaço,  para complementar a formação que lhes é dada dentro das Forças Armadas", explica.

Jaqueline Moniz afirma ainda que o financiamento já está garantido, no âmbito da Carta de Política Integrada, financiada pela Cooperação Luxemburguesa.

O Chefe de Estado Maior das Forças Armadas, Anildo Morais, entende que o acordo permitirá potencializar um dos maiores trunfos da instituição militar.

"Este programa, desde que foi implantado, permitiu o acesso à formação profissional de diversos níveis e em diversas áreas a centenas de militares que cumpriram o serviço militar obrigatório, preparando-os para serem cidadãos qualificados e com uma capacitação profissional após terminarem o seu período nas fileiras. O programa soldado cidadão é, sem dúvidas, um dos maiores incentivos aos jovens para ingressarem nas nossas fileiras", avança.

O relançamento do Programa Soldado Cidadão tem por objectivo reforçar as acções de formação em prol dos jovens que prestam serviço militar obrigatório, numa perspectiva de criação de novas oportunidades, facilitando a sua posterior reinserção social e profissional.

O acto de relançamento foi presidido pelo Vice Primeiro-Ministro e Ministro das Finanças, Olavo Correia

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,12 nov 2019 14:34

Editado porSara Almeida  em  5 dez 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.