O projecto REFLOR CV reúne no 3º Comité de Pilotagem na cidade da Praia

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,12 fev 2020 11:43

Reunião do 3º Comité de Pilotagem do projecto REFLOR CV
Reunião do 3º Comité de Pilotagem do projecto REFLOR CV(Rádio Morabeza)

O projecto REFLOR CV, de reforço da capacidade de adaptação e resiliência no sector florestal, co-financiado pela FAO e pelo governo, com o apoio da União Europeia, no valor de mais de 5 milhões de euros, está reunido na cidade da Praia, no seu 3º Comité de Pilotagem.

Em declarações aos jornalistas, o Chefe de Cooperação da Delegação da União Europeia, José Román, disse que os cinco milhões de euros não são suficientes, principalmente num período de seca severa, mas realçou que é necessário estabelecer as bases para uma cooperação futura, mais ampla e no âmbito das alterações climáticas.

"As mudanças climáticas ficam na primeira das prioridades políticas da Comissão Europeia, junto com a aliança de África com Europa. São duas prioridades que temos mandato de informar, de insistir, aos nossos parceiros por serem estas as áreas onde vamos focalizar a partir de agora todos os nossos esforços. Este programa a par de ajudar Cabo Verde na sua resiliência é também um elemento de que vai nos ajudar a identificar ainda melhor o que vamos fazer no futuro " avança.

O projecto REFLOR CV está a ser implementado nas ilhas de Santiago, Boa Vista e Fogo há cerca de três anos.

O Ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, avança que os recursos não permitem intervir em todas as ilhas, pelo que foi necessário definir prioridades.

"No caso do Fogo, esta claramente como prioridade a floresta de Monte Velha, que nós sabemos que é uma floresta que já sofreu incêndios. É uma floresta muito importante para o ecossistema do Fogo, mas acima de tudo também para a protecção dos Mosteiros que está abaixo de Monte Velha, e que precisa de facto de ter todo controlo da erosão por razões também que mexem até com a protecção civil, mas para melhorar toda a participação das comunidades na gestão da própria floresta dentro daquilo que é o paradigma da sustentabilidade", explica

O Projecto “Reforço da capacidade de adaptação e resiliência no sector florestal em Cabo Verde” é do Ministério da Agricultura e Ambiente, com o objectivo de aumentar a resiliência e a capacidade de adaptação para enfrentar os riscos adicionais colocados pelas mudanças climáticas na desertificação e degradação da terra em Cabo Verde

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,12 fev 2020 11:43

Editado porAndre Amaral  em  2 abr 2020 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.