Plano de Vacinação com a utilização da vacina AstraZeneca é para continuar

PorSheilla Ribeiro,19 mar 2021 16:03

A Entidade Reguladora Independente da Saúde (ERIS) e a Direcção Nacional da Saúde (DNS) recomendaram hoje, o prosseguir do Plano de Vacinação com a utilização da vacina AstraZeneca.

Em conferência de imprensa, o PCA da ERIS, Eduardo Tavares, afirmou que a análise dos resultados da investigação levada a cabo pela Agência Europeia de Medicamento, a ERIS concluiu que a vacina da AstraZeneca contra a COVID-19 não está associada ao risco geral aumentada de formação de coágulos no sangue, pelo que é eficaz e segura.

“Assim, em razão da eficácia comprovada da vacina da AstraZeneca a ERIS e a DNS recomendam o prosseguir do Plano de Vacinação com a utilização da referida vacina uma vez que as evidências científicas confirmam a segurança da sua utilização. A ERIS e a DNS continuarão a monitorizar de forma activa a utilização da vacina”, garantiu.

Na mesma ocasião, Jorge Barreto reiterou que os efeitos adversos não acontecem apenas com as vacinas da AstraZeneca e sim com qualquer produto farmacêutico, medicamento ou vacinas.

Segundo explicou, não há preferência para a vacina da Pfizer, que actualmente está sendo administrada nos profissionais da saúde.

“Desde o início, das informações que tivemos da iniciativa Covax nós iríamos receber as vacinas da Pfizer primeiro e as orientações técnicas são para vacinar os profissionais da saúde, como está a acontecer em todos os países. Portanto, não modificamos nada no nosso plano de vacinação. A vacina da Pfizer, por acaso até chegou depois da vacina da AstraZeneca porque houve uma antecipação, mas mantivemos aquilo que estava planificado”, assegurou o Director Nacional da Saúde.

Jorge Barreto disse ainda que a Covax chegou a pedir a conformação de que as vacinas da Pfizer seriam utilizadas em quem está na linha da frente e que portanto, não faria sentido imunizar outro grupo prioritário e deixar os profissionais da saúde sem protecção.

“E as vacinas da Pfizer não chegam para vacinar todos os profissionais da saúde, é para começarmos a vacinar. Mas, ambas as vacinas são seguras e eficazes. Quando for o momento de iniciar a vacinação com a AstraZeneca vamos anunciar”, frisou.

Recorde-se que na passada quarta-feira, a ERIS anunciou que como medida de precaução, a vacina da AstraZeneca ficaria guardada e “bem acondicionada”, até a avaliação da Agência Europeia do Medicamento, devido aos relatos de efeitos adversos.

Entretanto, ontem, a Agência Reguladora dos Medicamentos da União Europeia garantiu a segurança da vacina da AstraZeneca.

"O nosso Comité Consultivo Global para a Segurança das Vacinas chegou a uma conclusão após a revisão de casos de coágulos sanguíneos em pessoas imunizadas com a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19. O comité chegou a uma conclusão clara e científica: esta é uma vacina segura e eficaz", indicaram hoje os responsáveis da EMA (European Medicines Agency) em conferência de imprensa.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sheilla Ribeiro,19 mar 2021 16:03

Editado porAndre Amaral  em  28 set 2021 23:20

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.