Ministério da Educação já requalificou todos os professores que adquiriram grau de licenciatura - ministro

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,9 mai 2024 9:23

O ministro da Educação, Amadeu Cruz, garantiu esta quarta-feira, na ilha do Maio, que todos os professores que adquiriram o grau de licenciatura já foram requalificados.

Amadeu Cruz -  que presidiu o acto de abertura do conselho alargado do Ministério da Educação, abarcando todos os delegados da Educação do país, que visa a preparação do próximo ano lectivo e do arranque do novo ano escolar, cuja data vai ser discutida -  garantiu que o Ministério da Educação tem vindo a fazer de tudo para cumprir as promessas feitas aos docentes, lembrando que muitas das reivindicações feitas pelos professores e sindicatos já foram correspondidas.

Admitindo que nem tudo foi, ainda, concretizado, deixou a garantia de que o Ministério está a trabalhar para que todos os docentes tenham as condições para exercerem as suas profissões com dignidade.

Neste particular, afiançou que o Ministério está a dialogar com os sindicatos dos professores, apresentando a proposta do executivo que vai no sentido de atribuir um salário de 89 mil escudos, em vez dos 95 mil escudos propostos pelos sindicatos, até ao final deste ano.

Assim sendo, assegurou que vai ser preciso chegar a um entendimento entre ambas as partes para se satisfazer o interesse comum, sublinhando que existe um espirito aberto por parte do Ministério para se chegar a um melhor entendimento que satisfaça ambas as partes.

Relativamente à possibilidade da eventual greve dos professores no decorrer do mês de Maio, Amadeu Cruz considera que isto carece de uma ponderação e chegada de entendimento entre os sindicatos e o Ministério, uma vez que estão em causa os interesses dos alunos do 12º ano de escolaridade.

Por esta razão, argumentou que reconhece o direito dos sindicatos e dos professores, no entanto ressalvou que também é preciso defender os direitos dos alunos, realçando que "os alunos precisam das avaliações e dos certificados para se candidatarem ao ensino superior".

Por essa razão, admitiu ser necessário um entendimento com os sindicatos que entregaram o pré-aviso de greve, com vista à suspensão da mesma em defesa dos interesses dos alunos, que considerou ser um dever ético do Ministério que tutela.

O acto contou com a presença do presidente da Câmara Municipal do Maio, Miguel Rosa, dirigentes dos serviços centrais e delegados dos 22 concelhos do país, bem como de parceiros do Ministério da Educação.

No conselho alargado vão ser discutidas matérias de particular importância e relevância para o Sistema Educativo Nacional, de saúde mental específica para o sector da Educação, apresentação das orientações, prioridades e resumo da proposta de Orçamento do Sector da Educação e Ensino Superior para 2025, apreciação sobre a proposta de reconfiguração da rede educativa e gestão de actos administrativos e apreciação das "Orientações Gerais de Organização e Funcionamento do Ano Lectivo 2024-2025 – Acção Social Escolar”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,9 mai 2024 9:23

Editado porSara Almeida  em  11 jul 2024 23:28

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.