“Regulação deve acautelar a rentabilidade das operadoras e os princípios de funcionamento do mercado” - PM

Ulisses Correia e Silva
Ulisses Correia e Silva

O Primeiro-ministro diz que a regulação deve acautelar a rentabilidade das operadoras e os princípios de funcionamento do mercado. Ulisses Correia e Silva refere-se desta forma à polémica entre a Binter e a Agência de Aviação Civil (AAC), devido à nova tabela tarifária para os voos domésticos, estabelecendo preços máximos ligeiramente mais baixos do que os actuais, na maioria das rotas.

A companhia aérea não concorda com os novos preços, e decidiu, na semana passada, suspender unilateralmente, durante 24 horas, a venda de bilhetes para voos a partir de 28 de Outubro, data prevista para a entrada em vigor da nova tabela tarifária.

Numa reacção pública sobre a situação, o chefe do Governo diz apenas que o equilíbrio entre as empresas e o funcionamento do mercado deve ser garantido.

“É evidente que a AAC é uma entidade competente e é uma autoridade. A regulação económica exige acautelar a rentabilidade das operadoras, no caso das empresas, e acautelar também bons princípios de funcionamento de mercado. Quer dizer que aqui o equilíbrio tem que ser devidamente garantido”, defende.

A ameaça da Binter foi suspensa, e depois de reuniões que a companhia definiu como "frutíferas", a AAC anunciou estar a ponderar adiar a entrada em vigor dos novos preços para Janeiro de 2019. 

Questionado sobre se a Governo vai tomar medidas para que situações do género não se repitam, Ulisses Correia e Silva diz que o executivo “acautela que haja transportes, conectividade, serviço de qualidade e a bom preço”.

O primeiro-ministro falava aos jornalistas na noite deste sábado, em São Vicente, à margem da cerimónia de abertura do novo ano político do MpD.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Nuno Andrade Ferreira, Fretson Rocha, Rádio Morabeza,1 out 2018 10:32

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  20 jun 2019 23:22

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.