​Câmara de São Vicente anuncia execução de 99,57% do orçamento de 2018

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,30 abr 2019 13:56

Rodrigo Martins, Augusto Neves e José Carlos
Rodrigo Martins, Augusto Neves e José Carlos(Rádio Morabeza)

A Câmara Municipal de São Vicente anuncia a execução de 99,57% do orçamento de 960 milhões de escudos, aprovado para 2018. É a primeira vez na história da autarquia mindelense que se consegue atingir tal desempenho, disse hoje o edil.

O anúncio foi feito em conferência de imprensa por Augusto Neves, que atribui o feito ao desempenho dos trabalhadores da autarquia, ao apoio do Governo e às parcerias e apoios das empresas, associações e instituições sediadas na ilha.

“Isso quer dizer que se cumpriu quase tudo, se não tudo, o que foi planificado e aprovado pela Assembleia Municipal. Este desempenho, muito positivo, deve-se ao envolvimento de todos, fundamentalmente à Câmara Municipal de São Vicente, ao Governo de Cabo Verde, parceiros e à população na busca por melhores felicidades para as famílias sanvicentinas. Este resultado é fruto de uma maior descentralização, por isso seguiremos lutando com força para a regionalização”, afirma.

Para Augusto Neves, a dinâmica empreendida nos últimos anos e a exigência no cumprimento dos planos elaborados e aprovados criaram condições para que a execução do orçamento ara 2018 alcançasse os 99,57%. O Presidente da Câmara Municipal de São Vicente cita os resultados anunciados pelo Plano Estratégico de Desenvolvimento Sustentável (PEDS) para dizer que o orçamento teve impacto na diminuição do desemprego e na melhoria das condições de vida das pessoas.

“Só temos o estudo do PEDS que nos relata a redução do desemprego a nível geral. Nós temos a consciência que a Câmara Municipal é das instituições com maior orçamento nesta ilha, e temos a consciência que é um montante totalmente dirigido a essa ilha. Nós sempre nos pautamos por ter uma melhor qualidade de vida, por uma habitação mais digna, por ter o esgoto, por melhor recolha de lixo, melhores condições para os jovens a nível da escola”, aponta.

A execução orçamental abarca várias áreas, com incidência a nível social, desportivo e cultural.

O edil afirma que as obras têm trazido o desenvolvimento económico e social da ilha, e por isso acredita nos vários projectos, nomeadamente no asfaltamento da estrada da Baía das Gatas e requalificação da zona balnear, nas obras do Centro Nacional de Artesanato e Design (CNAD), no Centro Tecnológico, no Terminal de Cruzeiros, na Zona Económica Especial de Economia Marítima, no Centro de Hemodiálise, centro de terapia ocupacional e centro de saúde de Monte Sossego, entre vários projectos hoteleiros…

O documento referente às contas de gerência do ano de 2018 vai ser apresentado à Assembleia Municipal no próximo mês de Maio, para apreciação. 

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,30 abr 2019 13:56

Editado porAndre Amaral  em  25 mai 2019 6:19

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.