Augusto Neves tenta desviar a atenção da “péssima gestão” autárquica - UCID

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,16 jul 2019 12:10

António Monteiro
António Monteiro(Rádio Morabeza)

O presidente da UCID classifica as declarações de Augusto Neves de medíocres e indignas do povo que representa. É a resposta de António Monteiro ao presidente da Câmara Municipal de São Vicente, que acusou o líder nacional da UCID e responsável regional do PAICV de usarem o movimento Sokols como bengala para incitar à violência.

Para o responsável partidário, a posição do edil mindelense tem como propósito desviar a atenção daquilo que chama de “péssima gestão” camarária.

“Infelizmente, já estamos acostumados ao baixo nível do senhor presidente da Câmara, com intervenções medíocres, indignas do povo que deveria, sabiamente, representar. O senhor presidente Augusto Neves, ao fazer as afirmações que fez, quer tão somente desviar a atenção do povo de São Vicente, da péssima gestão da Câmara Municipal que vem executando, não obstante o pequeno aumento da transferência de verbas que o governo do MpD vem fazendo nestes últimos anos”, entende.

“Relativamente a ‘maskrinha de cu pelod’, segundo o presidente, gostaríamos de o dizer que nós não revemos nessas tolices”, diz.

António Monteiro refuta a ideia de o partido estar a incitar à violência, lembrando que a UCID é uma força polícia democrata-cristã, pacifista e que dá muita importância às manifestações e reivindicações dos cabo-verdianos. Na óptica do partido, quem anda a incitar à violência é Augusto Neves, com as suas políticas governativas.

"Maskrinhas de cu pelod". Augusto Neves desafia: "tirem a máscara"

O presidente da Câmara Municipal de São Vicente acusa o presidente da UCID e o presidente da Comissão Política Regional do PAICV de usarem o movimento Sokols para incitar à violência. Augusto Neves falava esta segunda-feira, em conferência de imprensa, durante a qual referiu-se a "pessoas que fugiram de São Vicente" e que agora "bem pta rede".

“A UCID considera que quem tem andado a incitar a violência nesta ilha de Monte Cara é o senhor presidente da Câmara que com uma visão muito curta, diria mesmo redutora, é incapaz de aproveitar todo o potencial da ilha de São Vicente para atrair mais investidores, gerar riqueza e criar mais postos de trabalho. A título de exemplo, São Vicente perdeu em 2018, 2.470 postos de trabalho e aí não ouvimos o senhor presidente”, considera.

António Monteiro entende que quem tem contribuído para afundar São Vicente é o presidente da Câmara Municipal.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,16 jul 2019 12:10

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 ago 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.