PAICV quer ver cumpridas as promessas eleitorais

PorAndre Amaral,30 ago 2019 12:31

António Fernandes
António Fernandes

Maior partido da oposição exigiu hoje que o governo cumpra o que prometeu na campanha eleitoral de 2016. Criação de empregos, redução da carga fiscal e aumento dos salários estão entre as exigências.

"O fracasso do Governo do MpD que se repercute sobre o mercado de trabalho perante o ritmo de crescimento económico leva-nos a considerar que a política de rendimento deste governo pode agudizar o índice de desigualdade social no país", disse hoje António Fernandes, membro do Conselho Nacional do PAICV, em conferência de imprensa realizada na sede do partido.

Para evitar o que designa como índice de desigualdade social o maior partido da oposição quer ver cumpridas as promessas feitas em 2016, pelo MpD. 

"Não resta ao Governo do MpD outra alternativa senão fazer constar deste último orçamento do seu mandato: Um ajustamento salarial que reponha o poder de compra dos trabalhadores, estimado com base na inflação verificada e prevista; A actualização do salário mínimo na Administração Publica; A actualização do salário mínimo nacional aplicável ao sector privado; A redução da carga fiscal para as pessoas individuais na ordem dos 5%; A criação de empregos (Até agora foram criados pouco mais de 500 empregos quando a promessa era de estarem criados cerca de 35 mil empregos) e; A implementação do subsídio de inclusão para cerca de 23 mil famílias (Até agora não chega a 2000 mil as famílias contempladas e com critérios de selecção desconhecidos)".

Para o PAICV, com o aproximar da data de mais um Conselho de Concertação Social o governo deve "assumir as responsabilidades, que demonstre respeito pelos parceiros sociais e que cumpra aquilo que prometeu em socorro das famílias para fazerem face ao elevado e persistente aumento do custo de vida, provocado pelo aumento dos preços dos bens de primeira necessidade nomeadamente, da energia, da água e dos transportes", concluiu António Fernandes.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Andre Amaral,30 ago 2019 12:31

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 set 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.