UCID quer reavaliação das medidas de apoio às famílias

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,21 mai 2020 12:48

António Monteiro, presidente da UCID
António Monteiro, presidente da UCID(Rádio Morabeza)

​A União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) alerta para o agravamento da situação de vulnerabilidade de muitas famílias, e pede, por isso, uma reavaliação das medidas de apoio.

Em conferência de imprensa realizada hoje, em São Vicente, de balanço da visita ao círculo, o presidente da UCID pediu uma reavaliação do contexto socioeconómico das famílias e sublinhou que os mais necessitados foram empurrados para a pobreza extrema.

“Infelizmente, ainda temos muitas pessoas que não tiveram a oportunidade, nem de receber as cestas básicas, nem o apoio financeiro que o estado anunciou, daí que que gostaríamos que os poderes central e local reanalisassem mais uma vez aquilo que se está a passar para poderem ajudar realmente as famílias com um grau de dificuldade superior ao que era antes da pandemia”, alerta.

António Monteiro defende que é preciso apoiar urgentemente as famílias mais vulneráveis e fala de situações extremas.

“Cabe ao governo e Câmara Municipal, e à própria sociedade civil, tecerem algumas linhas que permitem ajudar as pessoas que não tendo os recursos necessários estão a passar por grandes dificuldades. Temos pessoas com crianças de tenra idade [em casa] que não conseguem ter o leite, o iogurte e sequer os apoios para garantir a própria saúde dos filhos. É preciso pôr cobro a todo este dilema que muitas famílias estão a viver”, afirma.

O suposto atraso no pagamento do salário dos trabalhadores em layoff, por parte do INPS, é outra questão que preocupa a UCID.

“Até ontem, altura que tivemos oportunidade de conversar com alguns [trabalhadores], não tinham recebido nem um único centavo do INPS. A UCID considera que já passou tempo suficiente para se resolver esta questão”, aponta.

A UCID recorda que a situação de fragilidade de muitas famílias é anterior à crise provocada pela COVID-19, mas as condições foram agravadas nos últimos meses, com a pandemia.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,21 mai 2020 12:48

Editado porSara Almeida  em  28 mai 2020 6:19

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.