PAICV disponível para "os entendimentos necessários" em São Vicente

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,20 nov 2020 14:59

​O PAICV diz que o acordo conseguido entre as três forças políticas, concorrentes às eleições autárquicas de 25 de Outubro, para a Assembleia Municipal em São Vicente deve ser encarado com naturalidade, no âmbito do exercício democrático

Posição expressa hoje pelo líder da Comissão Política Regional, Alcides Graça, numa reacção à controversa eleição da mesa definitiva da Assembleia Municipal, que será presidida pela UCID.

Para o responsável político, o MpD não fez os esforços necessários para um entendimento com os partidos da oposição.

“Mas não o fez ou se o fez não foi com o PAICV. Se calhar, porque não teve espaço e nem diplomacia suficiente para o fazer, em parte porque no mandato 2016-2020, por força da sua maioria absoluta, governou como se não houvesse amanhã. Foi absolutamente autoritário durante todo mandato, num quero, posso e mando, tendo ignorado totalmente a oposição que chegou a apelidar de meskrinha de cú pelod”, afirma.

Alcides Graça assegura que o PAICV não foi contactado para negociações com o MpD, partido que venceu as eleições na ilha.

Sobre a probabilidade de realização de eleições antecipadas, Graça afirma que é uma questão que não se coloca neste momento, e sublinha que o PAICV está disponível para garantir estabilidade.

“Estranhamos essa posição do presidente da câmara, porque para nós um cenário de eleições antecipadas só se justifica por instabilidade e não há nenhuma instabilidade. O povo de São Vicente quis que a Câmara e Assembleia Municipais fossem plurais e o PAICV está disponível para os entendimentos necessários para garantir a estabilidade governamental”, garante.

“Agora, se o presidente disser isso e quiser fazer isso, vamos ver até onde vai a sua arrogância e prepotência, porque estamos disponíveis para garantir que os órgãos funcionem”, sublinha.

Alcides Graça diz que o partido está a aguardar os contactos do presidente eleito, Augusto Neves, sobre a distribuição dos pelouros.

Questionado sobre que áreas dariam satisfação ao PAICV, diz que o partido entende que esta é uma iniciativa que deve partir do presidente eleito.

“Acho que, mais uma vez, essa iniciativa deve partir do presidente eleito. Não sabemos o que é que ele pensa, estamos tranquilamente à espera, na certeza que vamos primar sempre pela estabilidade, quer na câmara, quer na Assembleia”, explica.

O MpD venceu as eleições de 25 de Outubro, em São Vicente, mas sem maioria absoluta.

Na câmara, conseguiu quatro mandatos. A UCID elegeu três vereadores e o PAICV dois.

Em relação à Assembleia Municipal, o MpD conseguiu nove eleitos municipais. A UCID, por seu lado, terá uma bancada municipal composta por sete eleitos. O PAICV passa a ter quatro eleitos municipais. O movimento independente Más Soncent elegeu um deputado.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,20 nov 2020 14:59

Editado porAndre Amaral  em  26 nov 2020 14:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.