Deputados falham eleição da mesa da Assembleia Municipal de São Vicente

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 nov 2020 15:59

Os deputados municipais em São Vicente não conseguiram hoje eleger a mesa da Assembleia, depois do chumbo da proposta apresentada pelo MpD. A sessão foi suspensa, "por motivos sanitários", e adiada para amanhã.

A lista apresentada pelo Movimento pela Democracia, que sugeria Lídia Lima como presidente da Assembleia, Miguel Duarte como Vice-Presidente e Domingos Lima como Secretário, todos do MpD, recebeu 9 votos a favor, 12 contra, de toda a oposição.

Com o chumbo da proposta do MpD, a única admitida pela mesa provisória, criou-se um impasse, devido a entendimentos diferentes sobre o que diz o regimento. O MpD considera que a eleição é só para os restantes membros da mesma, não para o presidente.

“Não foi possível esse tal acordo com vista à obtenção desse desiderato. O MpD fez todos os esforços para que se respeitasse, nesta primeira reunião, presidida pelo número um da lista mais votada, e que se passaria a eleger os outros membros", disse o eleito António Rodrigues.

A oposição entende que a mesa deve ser toda ela eleita, incluindo o Presidente. A deputada eleita pelo PAICV, Dirce Vera-Cruz , recordou que o regimento exige maioria absoluta para a eleição e composição da mesa definitiva da assembleia Municipal

“O regimento exige uma maioria absoluta na votação da lista definitiva. Não temos maioria absoluta dos elementos da assembleia, tivemos uma votação de 12 contra 9. Devemos proceder a uma nova votação para se chegar a essa maioria absoluta”, afirmou.

Na mesma linha, a deputada da UCID Dora Pires sublinhou a necessidade de resolução do impasse.

“Portanto, terá que haver, sim, uma outra lista. E é claro, quando uma lista não é aprovada há que se apresentar uma outra lista, isso é lógico”, apontou.

Aqui chegados, o PAICV apresentou um requerimento a solicitar a aceitação de uma nova lista para votação, numa proposta conjunta com a UCID, mas o documento não foi submetido a votação pela presidente da mesa provisória, que suspendeu os trabalhos, alegando que a reunião já durava há mais de três horas, contrariando uma alegada indicação da Delegacia de Saúde que recomendava que a sessão não se prolongasse por mais de duas horas e meia.

Face ao ocorrido, a equipa camarária também não tomou posse.

Recorde-se que o MpD venceu as eleições de 25 de Outubro, em São Vicente, mas sem maioria absoluta. Na câmara, conseguiu quatro mandatos. A UCID elegeu três vereadores e o PAICV dois. Em relação à Assembleia Municipal, o MpD conseguiu nove eleitos municipais. A UCID, por seu lado, terá uma bancada municipal composta por sete eleitos. O PAICV passa a ter quatro eleitos municipais. O  movimento independente  Más Soncent elegeu um deputado.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,17 nov 2020 15:59

Editado pormaria Fortes  em  24 nov 2020 13:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.