​UCID quer situação dos marítimos resolvida ainda nesta legislatura

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 mar 2021 16:11

1

A UCID pede que os problemas dos marítimos sejam resolvidos ainda nesta legislatura. O pedido foi feito hoje, em conferência de imprensa, no Mindelo, por João Santos Luís, vice-presidente do partido, que aponta para alguma precariedade no sector.

“Os sucessivos governos não têm dado a devida atenção, nem o devido valor, a esta classe, deixando-a à sua sorte e ao sabor do mercado. Só assim se explica que, desde há vários anos, não exista neste sector qualquer tabela salarial e que os salários estão imutáveis há vários anos e os direitos adquiridos em matéria de segurança social não estejam a ser respeitados”, afirma.

A UCID acusa o governo de anunciar a alteração da idade de reforma dos marítimos e, em seguida, ter adiado o processo, situação que classifica de manobra dilatória, ”com objectivos eleitoralistas”.

O vice-presidente da UCID pede esclarecimentos sobre o paradeiro dos processos relacionados com os descontos que os marítimos fizeram durante a vigência da Caixa Sindical da Presidência dos Marítimos e Ofícios Correlativos.

“Por se tratar de algo muito grave e injusto, a UCID solicita e exige que o Governo intervenha junto do INPS, com vista a esclarecer e clarificar, o mais urgente possível, esta situação, tendo em vista a clara penalização dos profissionais em causa”, defende.

Segundo os Democratas Cristãos, nesta matéria, o Instituto Nacional de Previdência Social “está a violar” o decreto-lei nº116/82, de 24 de Dezembro, que extinguiu as caixas sindicais de previdência.

A UCID pede também a resolução da situação dos marítimos cabo-verdianos que trabalham em navios estrangeiros e que não têm protecção social.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,22 mar 2021 16:11

Editado porAndre Amaral  em  10 abr 2021 18:19

1

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.