Ulisses destaca importância do investimento privado e aposta em “transformações estruturais"

PorNuno Andrade Ferreira,3 set 2021 11:50

Ulisses Correia e Silva
Ulisses Correia e Silva

O Primeiro-Ministro defendeu hoje a importância do investimento privado como forma de ultrapassar as carências existentes a nível das infra-estruturas. Ulisses Correia e Silva falava no Sal, na abertura da segunda edição do Fórum Global de Turismo para o Investimento em África, promovido pela Organização Mundial do Turismo (OMT), em Santa Maria, ilha do Sal.

Para o chefe de governo, ao Estado cabe criar um ambiente de negócios favorável.

“O investimento privado pode suprir muitos défices de infra-estruturação e criar mercado, desde que tenha um ambiente favorável a nível de segurança jurídica, da protecção de investimentos, da regulação económica, financeira e técnica, da segurança de pessoas e bens e a nível de incentivos competitivos”, referiu.

Cabo Verde segue esse caminho, garantiu.

“Para posicionar o país, cada vez mais, como um país estável, de baixos riscos sociais, políticos e reputacionais e de elevada confiança”, explicou.

Num contexto de pandemia, face às alterações climáticas e a outros desafios transnacionais, o Primeiro-Ministro realçou a necessidade de encontrar respostas partilhadas.

“O mundo está a ser confrontado e vai ser confrontado, cada vez mais, com fenómenos sociais, económicos e ambientais globais e globalizantes, como pandemias, migrações e alterações climáticas, que só podem ser combatidos de forma eficaz a nível global”, assinalou.

Perante uma plateia de responsáveis políticos, investidores e especialistas, Correia e Silva lembrou o “contexto muito difícil” em que opera o sector turístico e a forma como a actual conjuntura afecta, particularmente, os pequenos estados insulares em desenvolvimento.

A pensar na recuperação, o líder do executivo defendeu “transformações estruturais”, capazes de tornar o país mais resiliente e com uma economia mais diversificada.

“Depois da tempestade que tem sido a pandemia da covid-19, temos que construir períodos alargados e sustentáveis de bonança. É nesse sentido que associamos a nossa estratégia de recuperação económica a transformações estruturais”, sublinhou.

A melhoria das qualificações e competências dos recursos humanos, a transformação digital, o fortalecimento do tecido empresarial e o desenvolvimento sustentável são os eixos prioritários estabelecidos pelo governo.

O II Fórum Global de Turismo para o Investimento em África, da OMT, decorre ao longo desta sexta-feira, numa das unidades hoteleiras da cidade de Santa Maria. São esperadas intervenções de responsáveis políticos, líderes de organizações sectoriais e investidores.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Nuno Andrade Ferreira,3 set 2021 11:50

Editado porAndre Amaral  em  23 set 2021 10:19

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.