Destaques da edição 982

PorExpresso das Ilhas,23 set 2020 0:04

Cabo Verde assinala no dia 25 de Setembro o 28º aniversário da Constituição e o segundo da instituição do Dia Nacional dos Direitos Humanos. Em entrevista ao Expresso das Ilhas, Jorge Carlos Fonseca fala do simbolismo das duas datas e da sua relevância para a vida individual e colectiva dos cabo-verdianos.

“A importância das efemérides, das comemorações é simbólica, mas também representa sempre uma oportunidade para avivarmos a memória colectiva e individual sobre a relevância dos acontecimentos e, neste caso, é natural numa data em que se celebra os direitos do homem que nos lembremos deles, que questionemos sobre o seu maior ou menor respeito”,considera o Presidente da República.

O primeiro caso de COVID-19 foi registado em Cabo Verde há seis meses. De lá para cá tudo mudou. O Expresso das Ilhas faz um balanço destes dias que abalaram a economia e que trazem nuvens negras para o futuro do país.

O emprego é uma das áreas que mais está a ser afectada pela pandemia. Os dados do Instituto de Apoio e Promoção Empresarial (Pró-Empresa) apontam que até o início de Setembro mais de 800 empresas foram forçadas a aderir ao regime de lay-off, lançado pelo Governo para mitigar as consequências da pandemia de COVID-19. Com isso, mais 16 mil trabalhadores tiveram, por causa da pandemia, seus contratos suspensos, sobretudo nas ilhas onde o turismo tem maior peso, mais precisamente no Sal e na Boa Vista.

Também a Justiça foi afectada pela pandemia. Ano atípico, mas com a maioria dos objectivos cumpridos, é assim que o presidente do Conselho Superior da Magistratura Judicial, Bernardino Delgado, resume o ano judicial 2019/2020. O ano atípico deveu-se à influência da COVID-19, já que o principal objectivo era decidir um número de casos superior ao número de processos entrados.

Na Cultura o destaque vai para a visão antropológica da Igreja do Nazareno. Neste texto o antropólogo Manuel Brito Semedo coloca-se na situação de observador-participante que lhe permite ter “uma visão crítica que possa contribuir para uma melhor intervenção e crescimento da Igreja do Nazareno em Cabo Verde”.

Por último, na opinião, o destaque vai para o artigo de Eurídice Monteiro com “A democracia nunca foi (tão) inclusiva” e de Adilson Semedo com" «Crime e Castigo» de Aquiles Almada”.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,23 set 2020 0:04

Editado porSara Almeida  em  31 out 2020 5:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.