FECAD entrega caderno reivindicativo por melhores condições para as pessoas com deficiência

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,2 abr 2019 16:06

António Pedro Melo, Jorge Santos
António Pedro Melo, Jorge Santos(Rádio Morabeza)

As pessoas com deficiência em Cabo Verde vivem em situação de miséria. Afirmação do vice-Presidente da Federação Cabo-Verdiana das Associações de Pessoas com Deficiência (FECAD), em declarações aos jornalistas, hoje, durante o acto de entrega do caderno reivindicativo ao Presidente da Assembleia Nacional.

António Pedro Melo diz que foi feito um estudo bio-comportamental que mostra que mostra que a situação de pessoas com deficiência é muito complicada.

"Sero-prevalência nas pessoas com deficiência é de 12,3%, e nas pessoas que não tem deficiência é de 0,6%. O número de pessoas com deficiência que atingiram o ensino superior é de 0,6%", exemplifica. 

"Podem ver que as pessoas com deficiência vivem numa situação de miserabilidade e é isto que queremos reverter, não só a nível de saúde com também a nível de educação, de emprego, e de tudo aquilo a que temos direito, porque de facto temos direitos iguais, mas é preciso efectivar", explica.

O caderno reivindicativo foi elaborado pela plataforma “HIV e Deficiência”, em conjunto com a Federação, e aborda quatro pontos.

"Primeiro ponto é ratificação do protocolo facultativo à convenção internacional de direitos de pessoas com deficiência, é a rectificação da convenção 159 de OIT, e é uma política clara do governo em relação à inclusão de pessoas com deficiência, e também a efectivação de leis que dão o direito a pessoas com deficiência a ter uma vida condigna", avança.

António Pedro Melo refere que o caderno foi criado no âmbito de um projecto regional que está a ser implementado em seis países da África Ocidental, nomeadamente Senegal, Guiné-Bissau, Cabo Verde, Mali, Burkina Faso e Níger.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,2 abr 2019 16:06

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  19 out 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.