Nações Unidas mobilizam 120 milhões de dólares para ajudar Cabo Verde

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,20 abr 2020 17:01

A coordenadora residente do sistema Nações Unidas disse hoje que Cabo Verde poderá receber nos próximos meses cerca de 120 milhões de dólares dos parceiros internacionais, para fazer face aos impactos da pandemia da COVID-19.

Ana Graça, que em nome das Nações Unidas e a pedido do Governo coordena os apoios dos parceiros de desenvolvimento, explicou que esse montante contabilizado até o momento poderá, entretanto, aumentar com o passar do tempo e em função das necessidades.

“Em termos gerais, de todos os parceiros até a data estimamos apoios à volta de 120 milhões de dólares, neste momento contabilizados, em termos gerais indicativos para os próximos meses, mas naturalmente que esses valores vão aumentar consoante as necessidades e a programação que vai sendo feitas”, disse, entrevista à Rádio de Cabo Verde.

Da parte da Nações Unidas em Cabo Verde, disse que desde a declaração do estado de calamidade pública a organização tem feito a reprogramação do seu orçamento para o apoiar as respostas imediatas e para um cenário de médio prazo.

Assim, as verbas que estavam destinadas aos projectos de longo prazo estão ser realocadas para as medidas de apoio traçadas pelo Governo para fazer face aos impactos económicos e sociais da pandemia.

“A nossa programação anual para este ano são cerca de 16 a 17 milhões de dólares e desta verba oito milhões estão já reprogramados e realocados para apoiar as cinco medidas delineadas pelo Governo. Estamos em processo de reprogramação a restante verba não só para esta fase mais imediata, mas também para a pós-pandemia mais a nível socioeconómico ate ao final do ano”, precisou.

Por outro lado, adiantou que as Nações Unidas têm estado a redobrar esforços no sentido de mobilizar recursos para apoiar os países menos desenvolvidos entre os quais Cabo Verde.

“Várias agências das Nações Unidas nomeadamente a UNICEF e o PNUD deram já verbas adicionais aqui em Cabo Verde. Além disso, estamos também a mobilizar o fundo global criado pelo secretário-geral para resposta à recuperação da COVID-19. Cabo Verde vai também ser contemplado numa primeira ronda. É algo que vai acontecer já para a semana com 300 mil dólares para serem desembolsados nos próximos dois a três meses”, adiantou.

Ana Graça avançou ainda que juntamente com o Governo já estão a trabalhar numa acção para a pós-pandemia, que, perspectiva. “será muito difícil”.

Cabo Verde contabilizou hoje mais seis casos positivos da COVID-19, elevando para 67 o número de infectados, sendo 52 na ilha da Boa Vista, 13 na cidade da Praia, um no concelho do Tarrafal e um na ilha de São Vicente.

Dos casos confirmados, registou-se um óbito, um cidadão inglês de 62 anos, que se encontrava de férias na ilha da Boa Vista, e um doente recuperado.

O País está em estado de emergência desde o dia 29 de Março com fronteiras fechadas e mais de 70% pessoas em confinamento social.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,20 abr 2020 17:01

Editado porSara Almeida  em  11 ago 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.