Professores agendam greve e manifestação para 23 de Março

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,4 mar 2022 13:52

O Sindicato Nacional dos Professores (SINDEP) agendou uma greve nacional, acompanhada de uma manifestação, para o dia 23. Os professores reivindicam maior dignidade pessoal e profissional e resolução efectiva das reivindicações por parte do Ministério da Educação, anunciou hoje o líder sindical.

O pré-aviso de greve foi entregue ontem na Direcção Geral do Trabalho e no Ministério da Educação. O presidente do SINDEP, Jorge Cardoso, aponta várias situações de incumprimento, nomeadamente reclassificações de 2016 a 2021, subsídios pela não redução da carga horária de 2017 a 2022, publicação das aposentações, congelamento de salários desde 2016 e congelamento de evolução na carreira desde 2014.

“O Ministério da Educação está a ludibriar os professores e os seus legítimos representantes, neste caso o SINDEP e não só, de modo que não há outra alternativa que não seja enveredarmos pela luta”, diz.

O líder do SINDEP diz que tem agendado um encontro para meados deste mês com a tutela, no sentido de receber o cronograma da resolução das pendências.

“Nós estamos a fazer o nosso trabalho porque já estamos agastados com conversas e promessas do senhor ministro. O ministro tinha garantido que pagaria os subsídios pela não redução da carga horária, publicaria as reclassificações de 2016 até final de 2021. Isso não aconteceu e já estamos no mês de Março. também ainda há algumas aposentações por publicar”, aponta.

O Sindicato Nacional dos Professores denuncia, igualmente, aquilo que chama de abuso de poder por parte dos gestores, directores e delegados de educação centrais e locais.

“Tem a ver com a distribuição dos horários, assédio moral – porque os professores não podem reclamar nada. Ao reclamarem são ameaçados com processos, transferência, etc. é uma realidade que estamos a ter em vários pontos do país”, denuncia.

Para além da greve e manifestação para o dia 23 de Março, caso as reivindicações não sejam atendidas pelo executivo, o SINDEP diz que a classe estará de luto no 23 de Abril, Dia do Professor Cabo-verdiano, assim como procederá ao congelamento das notas no final do ano lectivo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,4 mar 2022 13:52

Editado porAndre Amaral  em  20 nov 2022 23:27

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.