Ministra da Justiça quer estratégia de combate a lavagem de capitais alinhada com as boas práticas internacionais

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,14 nov 2022 16:39

Ateliê para a Elaboração da Estratégia Nacional de Combate à Lavagem de Capitais e ao Financiamento do Terrorismo
Ateliê para a Elaboração da Estratégia Nacional de Combate à Lavagem de Capitais e ao Financiamento do Terrorismo Rádio Morabeza

Um atelier para a elaboração da Estratégia Nacional de Combate à Lavagem de Capitais e ao Financiamento do Terrorismo arrancou hoje, na cidade da Praia, no quadro do projecto de “Reforço da Investigação Criminal em Cabo Verde para combater o tráfico de drogas e o crime organizado”, financiado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos da América.

A ministra da Justiça, Joana Rosa, refere que, através do atelier, será definida uma estratégia para que o país esteja alinhado com as boas práticas e regras internacionais em matéria de lavagem de capital e financiamento ao terrorismo.

“E por esta via, será também uma linha de orientação para que o Ministério da Justiça e o Ministério das Finanças possam trabalhar esta temática, do ponto de vista daquilo que são os desafios que o país tem a esse nível. O país foi avaliado em 2020 e há quarenta recomendações do GAFI em relação à adequação do país, daquilo que são as exigências internacionais em matéria de crime económico-financeiro”, explica.

O atelier é promovido pela Comissão Interministerial de Coordenação das Políticas em Matéria de Prevenção e Combate à Lavagem de Capitais, ao Financiamento do Terrorismo e ao Financiamento da Proliferação das Armas de Destruição em Massa, em parceria com o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (ONUDC).

A coordenadora residente interina das Nações Unidas (ONU), em Cabo Verde, Ana Touza, comenta que é fundamental a articulação entre sectores público, privado e a sociedade civil para construir uma cultura contra a lavagem de capitais, "consciencializando todos de que esse crime cobre outros, como o tráfico de pessoas, de armas e de drogas, e a extorsão, a corrupção e o terrorismo, e construindo uma força para os combater. Apenas uma abordagem estruturada e coerente conseguirá enfrentar com maior eficiência este tipo de criminalidade e de criminosos, É essencial, portanto, implementar iniciativas coesas integradas, como a que hoje testemunhamos", avança.

O objectivo principal do atelier é a interacção com parceiros nacionais com responsabilidade em matéria de combate à lavagem de capitais e financiamento do terrorismo, visando a sua auscultação e concertação para a elaboração da estratégia nacional.

O atelier decorre de hoje até quarta-feira, e é destinado a autoridades cabo-verdianas e representantes do sector privado, em especial dos sectores sujeitos às normas de prevenção e combate à lavagem de capitais e ao financiamento do terrorismo.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,14 nov 2022 16:39

Editado porSara Almeida  em  4 dez 2022 20:20

pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.