Seca deve ser encarada como realidade permanente, alerta PR

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,14 mar 2019 7:38

​O Presidente da República (PR), Jorge Carlos Fonseca, defende que é preciso olhar para a seca como uma realidade quase permanente com a qual se deve conviver e tirar as devidas consequências.

Jorge Carlos Fonseca discursava em São Domingos, interior da ilha de Santiago, durante a sessão solene a que presidiu, no âmbito das comemorações dos 25 anos da criação deste município, vizinho da capital.

O chefe de Estado relembrou que os municípios rurais têm enfrentado dificuldades resultantes das fracas e irregulares precipitações e “outros constrangimentos” que afectam a agricultura e a pecuária.

“Recentemente, a problemática da escassez da água atingiu proporções sérias”, indicou Jorge Carlos Fonseca, completando que “felizmente, numa articulação entre os governos central e local a situação foi ultrapassada”.

“É preciso olharmos para a seca como uma realidade quase permanente com a qual temos de conviver e retirar as devidas consequências”, acrescentou.

Jorge Carlos Fonseca defende que “é muito importante” que novas abordagens, relativamente aos produtos a serem cultivados, às técnicas a serem utilizadas, ao perfil do agricultor a ser estimulado, sejam definidas com a clareza possível e de acordo com as características locais, tendo em conta a escassez da água.

“O aproveitamento de outras potencialidades locais, como o turismo rural, deve, também, ser estimulado”, acrescentou.

Por isso, entende que é “imperativo” que os concelhos rurais preparem o novo ano agrícola não afastando nenhum cenário.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,14 mar 2019 7:38

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  21 mai 2019 23:23

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.