Primeiro-ministro ausculta partidos políticos sobre data das eleições

PorExpresso das Ilhas,31 jul 2020 15:03

No âmbito da realização das autárquicas, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva recebe na segunda-feira, 3 de Agosto, os representantes dos partidos políticos, para auscultação sobre a data da realização das eleições que deverão acontecer em Outubro.

Cabo Verde realiza em 2020 as suas oitavas eleições autárquicas que devem acontecer até o dia 1 de Novembro. De sublinhar que as últimas aconteceram a 04 de Setembro de 2016.

Esta votação, na qual serão escolhidos os autarcas dos 22 municípios de Cabo Verde, tem este ano algumas limitações devido da pandemia causada pelo novo coronavírus. Nesse contexto, o primeiro-ministro já avisou, por exemplo, que a campanha para as eleições autárquicas  não será feita com acções porta a porta ou apertos de mãos, como prevenção da COVID-19.

Além da data concreta das eleições previstas para Outubro, esta segunda-feira, no encontro que o Primeiro-ministro terá com os representantes dos partidos políticos, também será abordada essa questão do formato das campanha, de forma a evitar ajuntamentos. 

Segundo nota do governo, as audiência de auscultação, de duração de 20 minutos cada, arrancam às 9h00, no Salão de Reuniões do Ministério da Saúde e Segurança Social, com o Partido Popular (PP), seguindo-se o Partido do Trabalho e da Solidariedade (PTS), o Partido Social Democrata (PSD) e a União Caboverdiana Independente e Democrática (UCID). Por fim, serão ouvidos o Movimento para a Democracia (MpD) e o Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV).

 Entretanto, com o aproximar das eleições os partidos políticos já começaram a movimentar-se. O MPD e a UCID já apresentaram os seus candidatos as eleições e o PAICV já avançou alguns nomes para recuperar as câmaras perdidas.

Com a apresentação dos candidatos, até agora apenas homens, têm surgido também algumas críticas sobre a ausência de mulheres como cabeças de lista. Neste sentido, a presidente da Comissão Nacional de Eleições (CNE), Maria do Rosário Gonçalves, apelou aos partidos políticos para o cumprimento da lei de paridade na composição das listas, que deve respeitar 60/40 para ambos os sexos.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,31 jul 2020 15:03

Editado porSara Almeida  em  24 out 2020 23:21

pub.
pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.