Autárquicas 2020: 25 de Outubro reúne consenso dos três maiores partidos

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,3 ago 2020 13:59

Ministro da Presidência, Elísio Freire
Ministro da Presidência, Elísio Freire(Rádio Morabeza)

O Governo reúne esta tarde Conselho de Ministros extraordinário, para definir a data das eleições autárquicas. Isto depois de uma ronda de audições aos partidos políticos, pelo Primeiro-Ministro.

A informação é avançada pelo ministro da Presidência, Elísio Freire, para quem Outubro é o mês de ideal para a ida às urnas.

“Acredito que Outubro seria o mês ideal, assim como Setembro é um mês ideal desde que esteja dentro do prazo daquilo que a Constituição determina e o próprio código eleitoral também determinarem. Nós, a mensagem que queremos passar aqui é muito clara, passamos isso a todos os partidos políticos, a data será uma data em que todos os partidos se revêem, sentem-se engajados e confortáveis em primeiro lugar, e em segundo lugar também fazemos aqui um apelo tendo em conta o período em que estamos a viver, as campanhas eleitorais irão decorrer também num quadro de comprimento daquilo que são as orientações das autoridades sanitárias ", explica

A secretária-geral do MpD, Filomena Delgado, diz que o seu partido apontou ao governo duas datas possíveis.

“Ou no domingo 18 de Outubro, ou domingo 25 de Outubro, tendo em conta que outra data em Novembro seria 1 de Novembro. 1 de Novembro, pelo seu significado, pela sua ligação religiosa e, se tivermos boa chuva, também seria dia do milho verde. Isso tudo implicaria alguma dificuldade para a realização das eleições, por isso, para nós nós, 18 ou 25 para nos seria uma boa data ”, avança.

A Presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, fala em 25 de Outubro.

"Nós pensamos que, de acordo com a conjugação das normas constitucionais, com o código eleitoral que manda publicar o decreto-lei ate 70 dias antes, a data previsível será 25 de Outubro, pensamos que isso basta analisar as normas legais e haver as datas para se ver que não há muita margem para o governo, agora é importante que partir deste momento se evita a transferência de recursos do estado para os municípios para fins eleitorais " justifica.

A UCID propõe as datas de 25 de Outubro ou 8 de Novembro.

"Pedimos no entanto ao senhor primeiro-ministro, porque o governo tem mais dados do que nós para analisar se realmente o dia 1 de Novembro tem grande significado para a população cabo-verdiana, porque o nosso medo é a abstenção. Se marcamos a eleição para o dia 1 de Novembro corremos o risco de aumentar ainda mais esta abstenção. O governo concorda connosco nesta parte, diz que também é uma preocupação do governo e vamos agora ver depois que de o primeiro-ministro ouvir todos os outros partido políticos, qual a data, mas para a UCID, 25 de Outubro, ou 8 de Novembro."

Para o líder do Partido Popular, as eleições devem ser realizadas no mês de Novembro. Amândio Barbosa Vicente justifica a escolha com a actual crise sanitária.

“Nos propomos o dia 7 de Novembro, alargar o prazo o máximo possível, porque para nós a situação que estamos a viver impõe na verdade alterar o prazo das eleições, devido a situação que estamos a viver no mundo, a crise sanitária no mundo", afirma

João Além, responsável do PSD, defende eleições em princípios de Outubro.

"As eleições poderiam decorrer nos princípios de Outubro, foi a proposta que nos fizemos, principio de Outubro, tendo em vista as disposições do código eleitoral ", remata

O Líder do PTS alegou estar doente, motivo pelo qual não foi ouvido por Ulisses Correia e Silva

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,3 ago 2020 13:59

Editado porSara Almeida  em  23 nov 2020 23:20

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.