​UCID lidera mesa da Assembleia Municipal de São Vicente

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,18 nov 2020 16:07

Dora Oriana Pires é a nova presidente da Assembleia Municipal de São Vicente. A eleição aconteceu hoje, no segundo dia dos trabalhos de instalação dos órgãos municipais da ilha. A lista encabeçada pela candidata da UCID venceu com votos também do PAICV e do Movimento Más Soncent.

A mesa da Assembleia Municipal passa a ser constituída pela presidente Dora Oriana Pires, da UCID, pelo vice-presidente Albertino Neves Gonçalves, do Movimento Independente Más Soncent (MIMS) e pela secretária Dirce Vera-Cruz, do PAICV, candidatos da lista B que obtiveram 11 votos dos deputados.

O resultado foi conhecido depois de os partidos terem apresentado duas listas que foram submetidas a votação secreta. A lista A, apresentada pelo MpD, composta por Lídia Lima como candidata à presidente, Elisabete Delgado para vice-presidente e Domingos Lima para secretário, obteve apenas 9 votos. Houve uma abstenção.

Terminado o apuramento, a presidente da mesa provisória, Lídia Lima, deu lugar aos novos membros da mesa da Assembleia, naquilo que classificou como um “assalto ao poder”.

“Infelizmente, a lei dá guarida a essa união partidária que se fez aqui entre dois partidos com ideologias completamente diferentes e assaltaram o poder para tomar a mesa da Assembleia Municipal. Essa união não favorece, não ouviu e não representa a vontade da população. As pessoas votaram nos partidos de forma individual. Essa votação não expressa a vontade da maioria, mas eu, respeitosamente, cumpro as minhas funções neste momento, com dignidade como sempre cumpri, vou levantar da mesa e vou deixar os assaltantes ocuparem esta mesa”, disse.

Na sua intervenção após assumir a presidência da mesa da Assembleia Municipal, Dora Oriana realçou que foram os sanvicentinos que mostraram, nas últimas eleições, que querem uma Assembleia “plural e diferente”. Para a líder do órgão, as leis são claras ao afirmar que “compete exclusivamente à Assembleia Municipal eleger o presidente, o vice-presidente e o secretário da mesa”.

“Nós não estamos aqui de forma ilegal. A nossa eleição é legal e o povo de São Vicente que quis que isso acontecesse. Todos os partidos deverão respeitar, coisa que não aconteceu ontem e hoje, porque nós fomos provocados, intimados, houve até tentativa de compra de voto, para que a lista passasse. Aqui não há união de derrotados, há eleitos para trabalhar. Nós não tomamos à força, houve uma eleição. À força quis ficar quem queria ficar”.

Dora Oriana promete uma Assembleia em prol do desenvolvimento de São Vicente.

O MpD venceu as eleições de 25 de Outubro, em São Vicente, mas sem maioria absoluta. Na Câmara, conseguiu quatro mandatos. A UCID elegeu três vereadores e o PAICV dois. Em relação à Assembleia Municipal, o MpD conseguiu nove eleitos municipais. A UCID, por seu lado, terá uma bancada municipal composta por sete eleitos. O PAICV passa a ter quatro eleitos municipais. O movimento independente Más Soncent elegeu um deputado.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,18 nov 2020 16:07

Editado porAndre Amaral  em  29 nov 2020 5:19

pub.
pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.