Legislativas 2021: António Monteiro acusa CNE de “fazer frete ao MpD” ao cancelar debate

PorExpresso das Ilhas,12 abr 2021 8:02

O presidente da UCID às legislativas do dia 18, António Monteiro, disse hoje que a CNE fez um frete ao MpD ao suspender o debate previsto para domingo, 11.

António Monteiro fez esta consideração no bairro de Achadinha, na Cidade da Praia, onde iniciou contactos com os eleitores, após chegar de viagem da ilha da Boa Vista.

Segundo o candidato, a Comissão Nacional de Eleições (CNE) aproveitou-se da exigência do Partido do Trabalho e da Solidariedade e numa forma de “querer fazer algum frete, prestar algum serviço ao MpD” resolveu cancelar o debate entre a UCID, o MpD e o PAICV.

O candidato a deputado também afirmou-se “assustado com tanto dinheiro que está a ser injectado nesta campanha eleitoral”.

António Monteiro disse que ao chegar à Cidade da Praia deparou-se com “muitos outdoors de Ulisses Correia e Silva”, que até pensou se tratar de um “país rico”.

“Num espaço de quatro quilómetros contei mais de 20 outdoors, às vezes dois ou três no mesmo lugar, enquanto isso muita gente não tem o que jantar nem dinheiro para comprar uma aspirina”, criticou.

Segundo o candidato, o facto de se ter um País pobre, esta situação merece uma “crítica contundente” e a CNE deve avaliar de onde vem esse dinheiro.

“É um País em que o Orçamento do Estado tem que ser financiado de fora, senão não conseguimos ter o orçamento porque temos um défice elevadíssimo, no entanto vejo um esbanjar de dinheiro que envergonha qualquer cidadão”, declarou o candidato da UCID.

Questionado sobre o que pretende mudar nesta última semana de campanha, António Monteiro disse que a estratégia é “correr mais, fazer mais pessoas ouvir as mensagens da UCID e ir procurar dinheiro onde não têm para aguentar até ao fim”.

O líder da UCID disse que quer pedir à população de Santiago Sul, que elege 19 deputados, e a de Santiago Norte, que elege 14, para ajudarem a UCID “a salvar Cabo Verde”.

“A UCID é a salvação de Cabo Verde, na medida em que a forma que temos de fazer política, o nosso percurso, o nosso sentimento, a nossa forma de ver a vida, coaduna mais com o sentir da população cabo-verdiana”, sustentou António Monteiro, para quem a intenção da UCID é “vencer as eleições, mas se não vencer quer ter a segunda hipótese que é romper definitivamente com as maiorias que têm acontecido até agora”.

“Entramos nesta luta para vencer as eleições e é por isso que o nosso slogan é Basta dos mesmos. Basta do MpD e do PAICV, porque em 46 anos de independência e 30 anos de democracia, o País recebeu muito dinheiro da comunidade internacional, estamos a criar muito dinheiro com o turismo mas ainda há pessoas a dormir na rua”, criticou o candidato.

Às legislativas do dia 18 para eleição de 72 deputados em 13 círculos eleitorais, dos quais dez no País e três na diáspora, concorrem seis partidos – PAICV, MpD, UCID, PTS, PSD e PP.

PAICV, MpD e UCID concorrem em todos os círculos, PP em seis círculos (Santiago Sul, Santiago Norte, Boa Vista e os três da diáspora), PTS também em seis círculos (São Vicente, Santiago Sul, Santiago Norte e três diáspora), e PSD em quatro círculos (Santiago Norte, Santiago Sul, América e África).

As últimas eleições legislativas em Cabo Verde ocorreram no dia 20 de Março de 2016, tendo o Movimento para a Democracia (MpD) vencido com maioria absoluta, ao eleger 40 deputados, o PAICV 29 e a UCID três.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,12 abr 2021 8:02

Editado porAndre Amaral  em  26 nov 2021 23:21

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.