UCID traça retrato negativo do sector da justiça

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,26 out 2021 13:48

A UCID afirma que a justiça, neste momento, não responde às necessidades das pessoas. O partido justifica a posição com o relatório sobre a situação da Justiça que, de acordo com os democratas-cristãos, aponta “constrangimentos vários”, nomeadamente a nível dos recursos humanos, financeiros e materiais.

Zilda Oliveira, em conferência de imprensa de antevisão do debate sobre a situação da justiça, agendado para sexta-feira, no parlamento, recorda que a UCID defende uma reforma no sector, com vista a torná-lo mais célere e eficiente.

“A UCID irá propor quatro reformas necessárias, nomeadamente, a alteração da composição do Conselho Superior de Magistratura Judicial, mediante revisão dos números 5 e 6 do artigo 223º da Constituição da República, bem como a lei orgânica e de composição do funcionamento do referido órgão, permitindo maior representatividade da sociedade civil no seu seio, bem como o reforço do serviço de inspecção judicial”.

A informatização do sistema judicial, alterações na lei e tramitação processual com vista a evitar a morosidade são outros pontos que deverão merecer a atenção da UCID nesta sessão parlamentar.

Segundo Zilda Oliveira, numa outra frente, a UCID vai chamar a atenção do executivo para a situação sócio-económica das famílias, que se tem deteriorado gradativamente, sobretudo, devido ao aumento do custo de vida.

“A fome em Cabo Verde não é um problema de massas, mas a insegurança alimentar está muito presente. Sabemos que há muitas pessoas a passar dificuldades a esse nível (...). A pobreza já atingia 31,6% da nossa população e acreditamos que, com esse aumento do custo de vida, o número de pessoas em pobreza extrema irá aumentar”, alerta.

O debate sobre a situação da justiça no país marca a segunda sessão plenária da Assembleia Nacional do mês de Outubro, que começa esta quarta-feira. Os trabalhos iniciam, contudo, com o debate com o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,26 out 2021 13:48

Editado porAndre Amaral  em  1 dez 2021 13:19

pub.

pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.