​Impossibilidade de operações nocturnas no aeroporto Cesária Évora compromete aspirações de São Vicente - UCID

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,27 abr 2022 11:52

1

A UCID espera que o Estado encontre todas as soluções técnicas necessárias que permitam ao Aeroporto Internacional Cesária Évora, em São Vicente, ter operações nocturnas. Posição reafirmada, hoje, no parlamento pelo deputado António Monteiro.

Na declaração política feita no arranque dos trabalhos parlamentares, o deputado dos democratas cristãos considerou que o facto de o ministro Abraão Vicente ter se posicionado sobre o assunto, ao exigir que as instituições com responsabilidade na matéria resolvam o problema o mais urgente possível, "é motivo de alegria".

“Trata-se do posicionamento de um membro do Governo que vem juntar a sua voz à dos deputados da UCID, que durante anos e anos vêm exigindo que se cumpra com uma das exigências mais prementes da população de São Vicente. Esperamos que, desta feita, o serviço do Estado com responsabilidade na matéria encontre todas as soluções técnicas capazes de equacionar de vez o problema e que se reduzam ao máximo as limitações operacionais de que vem padecendo o aeroporto”, diz.

António Monteiro entende que as aspirações de São Vicente poderão ser colocadas em causa se a ilha não for dotada de uma infra-estrutura aeroportuária que permita aos voos privados e comerciais operarem a qualquer hora do dia.

“Um investidor que se preze ficará logo condicionado, à partida, para investir em São Vicente se entender que não poderá levantar voo no seu jato privado depois do por do sol”, refere.

A UCID também volta a chamar a atenção do Governo para a questão do preço do JET A-1 no Aeroporto Cesária Évora que difere dos restantes aeroportos.

“É nosso entendimento que esta anormalidade trava os interesses de São Vicente. Portanto, deve ser corrigido com a maior brevidade possível”, realça.

António Monteiro considera que adequar o Aeroporto Internacional Cesária Évora para operações nocturnas torna-se uma necessidade, principalmente quando os hotéis em construção entrarem em funcionamento, assim como o Terminal de Cruzeiros.

Recorde-se que no dia 14 de Abril, durante a sessão solene alusiva aos 143 anos de elevação de Mindelo à categoria de cidade, o ministro Abraão Vicente  lançou o desafio à ASA e à AAC, para que se altere a lei para que, de facto, a prerrogativa que impede o aeroporto de Mindelo de ter operações nocturnas seja imediatamente removida por interesse nacional. O governante justificou a sua posição com a dinâmica turística e investimento imobiliário, assim como os projectos que estão em carteira.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,27 abr 2022 11:52

Editado porAndre Amaral  em  18 mai 2022 23:21

1

pub.
pub.
pub.

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.