PAICV diz que há um aumento da criminalidade na cidade da Praia

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,18 out 2019 15:10

Membro do secretariado-geral do PAICV,  Paula Moeda
Membro do secretariado-geral do PAICV, Paula Moeda(Rádio Morabeza)

O PAICV expressou hoje a sua preocupação com o desempenho do governo em matéria de segurança dos cidadãos, em particular na cidade da Praia.

Esta manhã, em conferência de imprensa, Paula Moeda, do secretariado-geral do PAICV, disse que, apesar do que classifica de “propaganda” sobre a melhoria dos níveis de segurança, existe um aumento da criminalidade.

“Apesar da propaganda política sobre a melhoria dos níveis de segurança, reforçada pela leitura enviesada e descontextualizada dos dados estatísticos e pelo silenciamento do jornalismo do Estado, sobre os casos de criminalidade e de violência urbanas, apesar das medidas ditas estruturais, como a vigilância electrónica e do policiamento dito de proximidade, temos vindo a ser vítimas quotidianas de assaltos à mão-armada, inclusive em áreas mais inusitadas da cidade da Praia”, revela.

Paula Moeda afirma que o governo está a desviar a atenção em relação às suas responsabilidades

“Ademais, reiteramos que as acções isoladas da Polícia e da Justiça, não acompanhadas de sistematização estratégica e de acções sociais e educativas, especialmente orientadas para a juventude e para as políticas públicas de combate ao desemprego e à pobreza, estarão fadadas ao fracasso. Somos por um olhar mais complexo, com eficácia e eficiência na prevenção e no combate à criminalidade, factor essencial para devolver aos cidadãos a paz social, a segurança pública e a mobilidade urbana”, afirma.

Paula Moeda termina dizendo que a cidade da Praia está insegura, as pessoas e as famílias têm medo, e Cabo Verde não pode continuar a perder mais vidas e a ter mais pessoas agredidas.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,18 out 2019 15:10

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  5 dez 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.