Coronavírus: O dia em revista

PorExpresso das Ilhas,18 mar 2020 17:10

Hoje às 24h entram em vigor uma série de interdições e outras medidas que visam se não blindar Cabo Verde ao coronavírus, pelo menos, mitigar os seus efeitos sanitários.

Algumas medidas tinham já sido anunciadas ontem, destacando-se então a interdição para as ligações aéreas para determinados países. Ao início da noite foi publicada a lista definitiva dos países abrangidos pelas restrições de voos: são 26 no total

Logo pela manhã, na reunião do Conselho Nacional de Protecção Civil, órgão accionado no âmbito da Declaração (feita ontem) do Estado de Contingência da Proteção Civil, o governo anunciou novas medidas. Entre elas está:

  • - Antecipação do período de férias escolares de 27 para 23 de Março. As aulas, em princípio, serão retomadas a 13 de Abril.
  • - Activação do Fundo Nacional de Emergência,
  • - Reforço da Linha Verde 8001112
  • - Restrição à realização de eventos públicos
  • - Encerramento de discotecas e espaços similares
  • - Restrição do funcionamento estabelecimentos de restauração até às 21h, com proibição total do consumo em espaços abertos e redução lotação dos mesmos para 1/3 da sua capacidade;
  • - Restrição às visitas a lares, hospitais e estabelecimentos prisionais;
  • - Recomendação de restrição de frequência a ginásios e similares.
  • - Determinação de uma distância mínima em filas.

(pode saber mais aqui)

Na mesma ocasião, o Primeiro-ministro clarificou o funcionamento de algumas medidas tomadas, em particular aquelas que dizem respeito o abastecimento ao país em mercadorias e produtos.

Assim, garante o Chefe do Executivo que:

  • - As medidas de interdição e proibição adotadas no domínio dos transportes não atingem esse abastecimento
  • - O país dispõe de stock de segurança de produtos alimentares e continuará a ser abastecido através do comércio internacional.

Ulisses Correia e Silva apelou “a que se evitem corridas aos supermercados” e que se continue apenas a fazer o consumo normal. E apontou, dirigindo-se em particular aos comerciantes e empresas, que o “açambarcamento é uma infração contra a economia, condenada com pena de prisão de 6 meses a 3 anos ou com pena de multa de 80 a 200 dias”.

O PM reconheceu ainda que medidas excepcionais para limitar os preços máximos poderão ser tomadas e que haverá fiscalização dos preços.

Nos transportes - ontem, na sequência da interdição dos voos, a Cabo Verde Airlines anunciou a suspensão de todas as suas atividades de transporte. Hoje, questionada pelo Expresso das Ilhas, a empresa esclareceu que está a oferecer a possibilidade de reagendamento ou reembolso, por voucher, de bilhetes emitidos para os voos cancelados.

Entretanto, há também uma grande preocupação com o impacto económico que a pandemia vai ter em Cabo Verde, e que já se sabe, será enorme (no sentido negativo).

O Conselho Superior das Câmaras de Comércio (CSCC) reuniu-se ontem apelando a uma reunião urgente com os parceiros sociais. Hoje, em entrevista Expresso das ilhas, o presidente da Câmara de Comércio do Barlavento alertou para o aquilo que pode estar em causa.

O Banco de Cabo Verde, por seu turno, avançou em comunicado, que está a trabalhar num pacote de medidas que visam amortecer o choque económico causado pela pandemia de COVID-19.

Covid-19 no Mundo

Em Portugal, que conta com 642 casos de infecção e duas vítimas mortais, foi hoje aprovada, no parlamento, a declaração do Estado de Emergência, proposta pelo Presidente da República e apoiada pelo Governo.  Entre outras coisas, Estado de emergência significa que qualquer trabalhador pode ser obrigado a trabalhar noutro local, serviço ou horário, como avança o Público.

Falando em trabalho, todos os dias se perdem milhares e milhares de empregos em todo o mundo, em consequência da pandemia de coronavírus e medidas decretadas para a conter. Em sentido contrário está, porém, a Amazon. O gigante americano vai contratar 100 mil trabalhadores, nos EUA, para lidar com o aumento da demanda por entrega de bens ao domicílio. A empresa investirá ainda mais de 350 milhões de dólares para aumentar em 2 euros/hora o pagamento dos seus colaboradores, que trabalham na cadeia de distribuição. 

Na China, onde o surto está em recessão, foram levantadas todas as restrições ao tráfego dentro da província de Hubei, execepto para o local de origem da pandemia: Wuhan.

Números

Até às 17h desta quarta-feira, contabilizavam-se 208.470 casos de infecção em todo o mundo (194.471, ontem), 82.909 dos quais recuperados (81.081, ontem). O número de mortes é de 8.273 (7.875, ontem).

Dia negro na Itália que registou 475 mortes em 24h.

(fonte: https://coronavirus.thebaselab.com/ às 17h de dia 18/03)

Sugestão do dia

No meio de tanta informação, há, acima de tudo, três coisas essenciais que é preciso ter em conta. Como mostra a Avaaz.com:

image


Dias Anteriores:

16/03/2020

17/03/2020

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,18 mar 2020 17:10

Editado porSara Almeida  em  7 jul 2020 23:20

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.