Coronavírus: O dia em revista

PorExpresso das Ilhas,14 abr 2020 18:45

São já 11 os casos confirmados de COVID-19 em Cabo Verde. Hoje foi anunciado mais um caso, também de um funcionário do Hotel Karamboa. Na Boa Vista, a tensão está alta, com várias pessoas a querer furar o isolamento e sair da ilha.

De acordo com um comunicado emitido hoje de manhã e reiterado à tarde, na habitual conferência sobre a COVID-19, o paciente identificado é um indivíduo do sexo masculino, de 24 anos, também ele funcionário do estabelecimento hoteleiro onde foi registado o primeiro caso da doença em Cabo Verde (um turista inglês, de 62 anos, entretanto falecido).

No total, só no Karamboa, já foram registados 6 casos (2 turistas e 4 funcionários). A este junta-se na estatística da ilha o de uma turista holandesa, já repatriada, que se encontrava no Palace.

Esta continua a ser a ilha que apresenta uma situação preocupante, representando até ao momento, 7 dos 11 casos no país. Há neste momento, em processamento cerca de 180 amostras em análise, colhidas nessa Boa Vista.

São Vicente continua a registar um caso, o da cidadã chinesa, e as mais de 20 amostras analisadas entre ontem e hoje tiveram resultado negativo. Há dois testes pendentes.

Na Praia foram já analisados 2 de 4 casos suspeitos registados, também com resultado negativo. Até ao momento a capital conta com 3 casos positivos, todos de membros da mesma família.

Falta também conhecer o resultado de casos suspeitos em Assomada.

Entretanto, o Primeiro-ministro afirmou hoje que o governo é favorável ao prolongamento do estado de emergência e que a saída desse estado de excepção, após a prorrogação, vai ser progressiva e controlada.

Ulisses Correia e Silva fez esta consideração na abertura de uma reunião com instituições sociais para avaliar a aplicação das medidas de Protecção Social.

Na reunião, a ministra da inclusão social, Maritza Rosabal, apresentou números dessas medidas, apontando que mais de 90 mil pessoas já beneficiaram do Programa de Assistência Alimentar, o que representa um cumprimento de 104%. Além disso, foram apresentados, entre outros, os números relativos ao Rendimento Solidário.

A Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME) deliberou um conjunto de “medidas excepcionais” junto das entidades reguladas, para fazer face aos impactos económicos e sociais causados pela pandemia da COVID-19. São medidas importantes para os consumidores, que passam, por exemplo, por alargar os prazos de pré-aviso de interrupção de fornecimento. A ler aqui.

Polícia Nacional (PN) em São Vicente revelou hoje que nas últimas duas semanas deteve e apresentou 27 pessoas ao Ministério Público, por incumprimento do estado de emergência em vigor no país. 

O Presidente da República continuou hoje a auscultar personalidades políticas para avaliar o Estado de Emergência. Hoje de manhã recebeu representantes dos partidos políticos. À saída do encontro, a líder do maior partido da oposição, Janira Hopffer Almada, considerou que o estado de emergência não pode sonegar o debate parlamentar nem o funcionamento das instituições da democracia. 

COVID-19 no Mundo

Em vários países começam-se a levantar, a medo, as medidas restritivas para controlo do COVID-19. Em Espanha, como referido ontem, abriram vários serviços considerados não essenciais e há inclusive alguns trabalhadores da construção civil, em certas regiões, que regressaram ao trabalho esta semana. Na Itália, as restrições mantêm-se até três de Maio, mas hoje foi permitido que abrissem algumas empresas.

Do Japão vem, contudo, um aviso ao afrouxamento das restrições: em Hokkaido, uma das principais ilhas, a emergência estabelecida a 28 de Fevereiro foi levantada em Março e a reabertura gradual foi sendo permitida. “Era demasiado cedo: Uma segunda vaga de infecções irrompeu rapidamente e, no domingo, Hokkaido reinstituiu a ordem de emergência.” (NYT)

Em Wuhan, o bloqueio levantou-se na semana passada, após dois meses e meio. Mas parece que voltar à normalidade é mais difícil do que montar uma quarentena. O medo de um segundo surto domina toda a vida da cidade (e do país) e ninguém se atreve a baixar a guarda. Esta reportagem do El País relata como se vive na cidade onde tudo começou. 

Em Portugal, segundo um inquérito do INE e do Banco de Portugal, 82% das empresas estão a funcionar, mas muitas com quebras acima de 50%. A ler no Público.

Números

Ao fim da tarde desta terça-feira, contabilizavam-se 1.983.018 casos de infecção em todo o mundo (1.909.180, ontem), 466.375 dos quais recuperados (440.273, ontem). O número de mortes é de 125.118 (118.497, ontem).

(fonte: https://coronavirus.thebaselab.com/ às 18h01 de dia 14/04)

Sugestão do dia

Na “guerra” pelos equipamentos médicos e de protecção individual (EPI) contra a COVID-19, cada país faz-se valer do que tem. E, como se sabe, em todas as “guerras”, os serviços secretos podem ser decisivos. Para os fãs de John Le Carré e escritores afins, a sugestão de hoje é uma reportagem do The New York Times sobre como a Mossad se envolveu na procura israelita por esses materiais e também por tecnologia contra o novo coronavírus. A ler, aqui.

image

(Yossi Cohen, chefe da Mossad)

Anteriores:

16/03/2020 | 17/03/2020 | 18/03/2020 | 19/03/2020 | 20/03/2020 | 21/03/2020 | 22/03/2020 | 23/03/2020 | 24/03/2020 | 25/03/2020 | 26/03/2020 | 27/03/2020 | 28/03/2020 | 29/03/2020 | 30/03/2020 | 31/03/2020 | 01/04/2020 | 02/04/2020 | 03/04/2020 | 04/04/2020 | 05/04/2020 | 06/04/2020 | 07/04/2020 | 08/04/2020 | 09/04/2020 | 10/04/2020 | 11/04/2020 | 12/04/202013/04/2020

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,14 abr 2020 18:45

Editado porSara Almeida  em  10 ago 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.