Deputados do MpD pedem “nova matriz” para o ensino superior em Cabo Verde

PorExpresso das Ilhas, Inforpress,5 abr 2019 8:07

​Os deputados do Movimento para Democracia (MpD) eleitos pelo círculo eleitoral de São Vicente pediram quinta-feira, no Mindelo, que o Governo pense numa “nova matriz” para o ensino superior em Cabo Verde, que já está “esgotado”.

Posicionamento foi apresentado pela porta-voz dos deputados, que se encontram em visita de círculo, com foco no ensino superior.

Pelo périplo feito pelas várias instituições de ensino superior sediadas na ilha e nas várias reuniões de trabalho, os deputados registaram, segundo Celeste Fonseca, “problemas comuns”, em que a sustentabilidade aparece na linha de frente.

Menos alunos e problemas no pagamento de propinas foram alguns dos problemas detectados. 

“Nós sabemos que o problema de pagamento de propinas foi um problema que este Governo encontrou e já desembolsou 125 mil contos para regularizar várias destas situações”, advogou a eleita, para quem o actual modelo do ensino superior “já está esgotado”.

“Portanto, o que se pede ao Governo é que pense numa nova matriz para o ensino superior, segundo novos paradigmas que sirvam o Cabo Verde de hoje”, lançou Celeste Fonseca, adiantando ter recebido das universidades no Mindelo propostas de se criar consórcios e de “união de esforços” para os “novos tempos”.

“Cada universidade não pode trabalhar isoladamente, um aluno não é formado só para conseguir um diploma, deve ser formado numa perspectiva de vir para a sociedade e para o mercado de trabalho e contribuir para o desenvolvimento de Cabo Verde”, assegurou.

“Todas as soluções que nós formos apresentar vão ter como pano de fundo Mindelo como cidade universitária”, assegurou, referindo a necessidade de se criar algumas condições, entre as quais uma biblioteca universitária, resultante da reunião de todas as bibliotecas das instituições e de uma cantina universitária, para os que chegam de fora.

“Há este conjunto de problemas, mas também há um conjunto de seduções que estão gizadas para que o ensino superior conheça melhorias substanciais e que Mindelo seja esta cidade universitária”, reforçou a deputada.

Questionada sobre o “grande número” de licenciados que neste momento se encontram no desemprego, Celeste Fonseca considerou ser um facto “preocupante, mas não dramático”.

“Nada é dramático, desde que se tenha o foco no problema que esteja sobre a mesa para ser resolvido”, assegurou.

A visita dos deputados do MpD ao círculo, iniciada no dia 30 de Março, termina nesta sexta-feira.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas, Inforpress,5 abr 2019 8:07

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  3 jan 2020 23:21

pub.

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.