​PAICV denuncia “falta de visão” para o sector agrícola. MpD fala em resultados

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,13 nov 2019 12:21

O PAICV acusa o Governo de falta de visão e compromisso para com o sector agrícola e com o mundo rural. O maior partido da oposição justifica o seu posicionamento com o alegado desinvestimento no agronegócio e o desemprego a volta dos 12% no meio rural.

Posição manifestada hoje pelo partido, através da deputada Eva Hortet, no arranque do debate parlamentar sobre o sector agrícola. A parlamentar fala em desânimo nos sectores agrícola e pecuário.

”Após esses três anos consecutivos de seca, as únicas palavras que actualmente qualificam o sentimento das pessoas que vivem da agricultura e pecuária em Cabo Verde são a desilusão, a desesperança e o desânimo. Estranhamente continuamos a constatar que não há uma assunção, por parte deste Governo do sector agrícola e da pecuária como estratégico e prioritário. Há um verdadeiro desnorte e não se sabe qual é o rumo deste Governo para um importante sector de desenvolvimento do país, de reforço da coesão social e de combate à pobreza”, entende.

Do lado da UCID, o deputado António Monteiro considera que a mobilização de água não tem surtido os efeitos desejados.

“Porque reconhecendo algum esforço que o Governo vem fazendo na mobilização de água, equipando os poços artesianos, mas infelizmente esta mobilização não tem sido suficiente, e temos tido muita queixa dos agricultores”, diz.

O MpD recorda que Cabo Verde está a enfrentar o seu terceiro ano consecutivo de seca, e que o maior efeito cumulativo é a penúria de água para o abastecimento público, para o gado e para a irrigação. O deputado do partido no poder, João Carlos Cabral, diz que há resultados, e mostra-se satisfeito com a estratégia governativa.

“Mas tendo em conta os dois anos de seca, é manifestamente satisfatório o facto de que as medidas postas em prática pelo Governo e pelos seus parceiros tiveram bom impacto, seja no que tange à pecuária, seja no que refere à mobilização da água para a agricultura e à criação de empregos e oportunidades de rendimento para as famílias principalmente no campo. Os resultados demonstram isso e não é possível escamoteá-los. Também é de se reconhecer, que mesmo no contexto dos anos de seca, verificou-se grande esforço de investimento estrutural no sector da água”, refere.

As posições foram manifestadas hoje no arranque da primeira sessão parlamentar de Novembro. Nesta mesma sessão, para o instituto de Perguntas ao Governo, o Grupo Parlamentar do MpD indicou o Ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro.

Da agenda consta a aprovação de quatro projectos e propostas de lei e uma proposta de resolução. A primeira sessão Plenária de Novembro começa hoje e termina na sexta-feira.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,13 nov 2019 12:21

Editado porSara Almeida  em  2 jun 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.