"Número de cidadãos inactivos aproxima-se perigosamente do número de cidadãos activos" - UCID

PorLourdes Fortes, Rádio Morabeza,3 abr 2019 12:53

António Monteiro
António Monteiro

A situação laboral no país é crítica e exige do governo medidas urgentes. É esta a reacção da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID) aos dados do emprego em Cabo Verde, anunciados pelo INE, que dão conta que a taxa de desemprego em 2018 situou-se nos 12,2%, valor igual ao registado em 2017.

O presidente da UCID, em conferência de imprensa, hoje, no Mindelo, chama a atenção para o rácio de pessoas inactivas.

“Analisando os dados no que toca ao rácio de pessoas consideradas inactivas,  com as consideradas activas, chega-se à conclusão que o quociente é extremamente elevado, atingindo quase 80 %, o que pode ser considerado de muito grave , já que o número de cidadãos inactivos aproxima-se perigosamente do número de cidadãos activos, o que põe em perigo, a continuar o tal cenário, todo o equilíbrio social”, afirma.

Os dados do INE estimam um aumento da população inactiva em 17.403 pessoas, passando de 160.157 pessoas, em 2017, para 177.560, em 2018.

A UCID estranha que o crescimento económico anunciado nos últimos 3 anos não se tenha reflectido na criação de emprego de forma objectiva. O líder dos democratas-cristãos fala em insuficiência de políticas públicas para a criação do emprego.

“Os números apresentados vêm por a nu a ineficiência das medidas de políticas, sociais e económicas levadas a cabo pelo governo, o que, por si, significa uma vida cheia de dificuldades para um número cada vez maior de cidadãos cabo-verdianos, contrariando assim os compromissos assumidos pelo governo na altura da campanha eleitoral. Não se consegue entender que com o aumento nominal da dívida pública em mais de 50 milhões de contos, o país não tenha tido capacidade de criar empregos nestes 3 anos de governo do MpD”, aponta.

António Monteiro chama a atenção para o número de jovens quadros fora do mercado de trabalho, considerando quem o país está a desperdiçar as suas capacidades produtivas. 

Desemprego mantém-se nos 12,2%

Sem alterações em relação ao ano anterior. Taxa de desemprego mantém o mesmo valor de 2017 sendo maior entre os jovens 15-24 anos (27,8%). O Instituto Nacional de Estatística registou, em 2018, uma diminuição da população empregada em Cabo Verde.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Lourdes Fortes, Rádio Morabeza,3 abr 2019 12:53

Editado pormaria Fortes  em  10 dez 2019 23:21

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.