​5 de Julho: Partidos pedem medidas que assegurem coesão social e unificação do mercado

PorFretson Rocha, Rádio Morabeza,5 jul 2024 15:20

O MpD aponta a luta contra a pobreza absoluta e extrema, o crescimento económico, a segurança do Estado e a justiça como áreas com ganhos assinaláveis nos últimos anos. O partido reconhece, contudo, que persistem desafios a nível da coesão social e unificação do mercado, particularmente no sector dos transportes internos.

Posição reafirmada pelo deputado da maioria, Celso Ribeiro, na sessão solene comemorativa do 49º aniversário da independência nacional.

“Acreditamos que as medidas propostas pelo Governo para o sector são correctas, mas não podemos negar que os resultados tardam em chegar. Os transportes são serviço público e cabe ao Estado a responsabilidade de proporcionar meios e formas de mobilidade aos cidadãos para o exercício de uma liberdade claramente expressa na Constituição e nas leis”, afirma.

Na sua intervenção o parlamentar do MpD pediu entendimentos políticos em matérias como a eleição dos órgãos externos à Assembleia Nacional, a reforma da Justiça, a revisão do Código Eleitoral e a reforma dos municípios.

Já o PAICV pede resposta com elevação e determinação para mitigar os efeitos da seca, perante a vulnerabilidade do país às mudanças climáticas. Por outro lado, o líder da bancada parlamentar do maior partido da oposição, João Baptista Pereira defende a aposta numa economia robusta e num sector dos transportes eficiente.

“Para que Cabo Verde alcance um futuro de prosperidade, é fundamental promover um crescimento económico robusto, capaz de gerar empregos e rendimentos suficientes para as famílias, com um enfoque especial para a nossa juventude. Somente assim poderemos combater a imigração, que muitas vezes é fuga à pobreza e busca por uma vida mais digna e bem-estar. A unificação do mercado nacional, através de infra-estruturas adequadas e de um sistema de transportes eficaz e eficiente, que garante a mobilidade interna de pessoas e bens, é urgente e indispensável. Esta unificação é vital para a redução das assimetrias económicas entre as ilhas, possibilitando um desenvolvimento mais equilibrado e justo para todos os cabo-verdianos”, refere.

Do lado da UCID, o deputado António Monteiro diz que é preciso trabalhar para que todos os cabo-verdianos tenham acesso aos serviços essenciais como a justiça, a saúde, a educação e a segurança, para se alcançar justiça social.

“É imperativo que as políticas públicas sejam orientadas, de facto, para a redução das desigualdades sociais e económicas, promovendo uma distribuição equitativa dos recursos e das oportunidades. Acreditamos que o crescimento económico deve caminhar de mãos dadas com o progresso social, garantindo que a criação de riqueza nacional beneficie a todos”, considera.

Na sua intervenção, António Monteiro pediu uma justiça forte, autónoma e capaz de agir com base na Constituição e nas demais leis da República.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Fretson Rocha, Rádio Morabeza,5 jul 2024 15:20

Editado porFretson Rocha  em  21 jul 2024 12:20

pub.

pub
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.