"MpD pretende empolar a questão do crescimento para camuflar a falta de resultados" - PAICV

PorAilson Martins, Rádio Morabeza,28 mai 2019 15:22

Líder Parlamentar do PAICV, Rui Semedo
Líder Parlamentar do PAICV, Rui Semedo(Rádio Morabeza)

O PAICV considera que empolar a questão do crescimento, para camuflar a falta de resultados e a situação difícil por que passa a população, é o que o MpD pretende ao propor um debate com o Primeiro-Ministro em torno do crescimento económico sustentável.

A afirmação é do líder parlamentar do PAICV, Rui Semedo, proferida esta manhã, em conferência de imprensa realizada em jeito de balanço das jornadas parlamentares.

"O MpD, o que pretende, é empolar a questão do crescimento, para camuflar a falta de resultados e a situação difícil por que passa a população, com especial realce para a população do campo, que tem enfrentado desafios enormes, na sequência do mau ano agrícola” afirma.

Sobre a proposta de lei que aprova o regime jurídico da concessão de serviço público aeroportuário de apoio à aviação civil, o seu partido defende que esta deveria ser objecto de concurso público.

“Deveríamos agora entrar na fase de escolha de um parceiro estratégico, especializado, para dar mais-valia às infra-estruturas que foram edificadas e aos serviços também existentes. A nossa perspectiva é que o processo de concessão deveria ser avançado com base em concurso publico internacional, para mobilizarmos aqueles que têm melhores condições para fazer dar o salto aos nossos serviços e infra-estruturas aeroportuárias”, explica. 

A segunda sessão plenária de Maio arranca amanhã. De acordo com o projecto da ordem do dia, além do debate com o chefe do Governo, a sessão deve ficar marcada pela discussão e aprovação de quatro propostas de lei e três projectos e propostas de resolução.

Entre as propostas de lei está a que procede à primeira alteração à Lei n.º 30/VII/2008, de 21 de Julho, que aprova a Lei de Investigação Criminal.

Em cima da mesa vai estar a proposta de lei que estabelece as bases do Orçamento do Estado, definindo os princípios e regras que regulam a sua formulação, programação, aprovação, execução, avaliação, controlo e responsabilização, que vai ser discutido na especialidade.

Também em discussão na especialidade, a proposta de lei que procede à primeira alteração à Lei nº88/VII/2011, de 14 de Fevereiro, que define a organização, a competência e o funcionamento dos tribunais judiciais.

Como referido, os deputados vão debruçar-se sobre a Proposta de Lei que aprova o regime jurídico da concessão de serviço público aeroportuário de apoio à aviação civil.

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Ailson Martins, Rádio Morabeza,28 mai 2019 15:22

Editado porNuno Andrade Ferreira  em  24 ago 2019 23:22

pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.