Coronavírus: O dia em revista

PorExpresso das Ilhas,23 mar 2020 17:43

1

Entre hoje e amanhã, vão regressar ao país vários cabo-verdianos que estão fora. Uns vêm, outros vão. Os turistas estrangeiros em Cabo Verde deverão, por sua vez, ser repatriados para os seus países de origem até quarta-feira.

O regresso dos cidadãos nacionais será feito através de voos afretados pelo governo de Cabo Verde, que assume as despesas de repatriamento. 

À chegada, todos as pessoas vindas do estrangeiro deverão ficar em quarentena obrigatória nos hotéis designados para acolhimento seja no Praia, seja no Sal (nos locais de desembarque, portanto).

Ao mesmo tempo, estão a coordenar-se esforços entre as representações diplomáticas de vários países para repatriamento, também, dos turistas estrangeiros em Cabo Verde. Incluído a cidadã holandesa, infectada pelo coronavírus, na Boa Vista, e que hoje se soube ter um quadro clínico delicado

Desde sábado, e até ao fecho deste Dia em Revista, não se confirmaram novos casos de infecção, nem foram divulgados novos casos suspeitos.

Entretanto, o Director Nacional de Saúde avançou que há 150 pessoas em seguimento, acompanhamento e aconselhamento, nas diferentes ilhas: 80 cidadãos nacionais, 20 do Senegal e outras 50 pessoas de outras nacionalidades. (Salvaguarda-se que, por enquanto, não são casos suspeitos, mas sim pessoas que estão a ser seguidas para registo).

Hoje soube-se também que a COVID-19 já causou mortes entre a comunidade cabo-verdiana: duas emigrantes de São Vicente em Paris (França) faleceram devido à doença.

Na Praia, a Câmara Municipal anunciou algumas medidas para os transporte públicos, entre as quais a sua limitação a metade dos lugares, nos hiaces.

A Inpharma está a fazer álcool-gel, produto que estará disponível a partir de amanhã, para abastecer as farmácias.

E para quem ainda tem alguma dúvida sobre se colocar os outros em perigo de contágio é crime ou não, ficam aqui as notas de um procurador do Ministério Público.

Covid-19 no Mundo

A China iniciou o primeiro ensaio clínico para testar uma vacina contra o novo coronavírus, numa altura em que vários países estão numa corrida para encontrar um tratamento eficaz contra o patógeno, noticiou hoje a imprensa oficial. (Inforpress/Lusa)

Em Itália, um médico israelita em serviço no norte desse país europeu denunciou que o seu departamento tem recebido instruções para não atribuir ventiladores a pessoas com mais de 60 anos, devido à falta desse tipo de equipamentos. (RTP)

Apesar da prioridade absoluta, neste momento, ser a nível da Saúde, o impacto da pandemia na economia mundial é também bastante temido. O Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que a crise do coronavírus cause uma recessão mundial em 2020, mas antevê uma recuperação económica a partir de 2021. A previsão foi apresentada hoje pela directora- geral do FMI, Kristalina Georgieva, que garantiu que o organismo que lidera vai aumentar o financiamento de emergência. Mais de 80 países já requisitaram auxílio. (Reuters)

Números

Até às 17h desta segunda-feira, contabilizavam-se 360.852 casos de infecção em todo o mundo, 100.657 dos quais recuperados. O número de mortes é 15.495.

(fonte: https://coronavirus.thebaselab.com/ às 17h01 de dia 23/03)

Itália continua a mostrar os piores números. Nas últimas 24h, registaram-se 602 mortes. Contudo, é de realçar que o aumento é ligeiramente inferior ao que tem sido registados nos últimos dias, o que levanta a esperança de um abrandamento da epidemia.

Porém, esse abrandamento não se verifica na maior parte do mundo. Hoje, o director-geral da Organização Mundial de Saúde, Tedros Ghebreyesus, admitiu que a pandemia está a acelerar, com base na rapidez com que o número de infecções está a crescer.

É o caso dos EUA, onde, para além das novas infecções, as mortes duplicaram, passando para 400.

Cabo Verde mantém os números do fim-de-semana: três casos importados de COVID-19, todos na ilha da Boa Vista, que está de quarentena.

Informação útil

Mães infectadas pelo coronavírus podem amamentar?

Não há qualquer evidência que mostre transmissão do coronavírus através do leite materno. Contudo, a transmissão pode ser feita através de gotículas respiratórias, pelo que os profissionais de saúde defendem que mães infectadas e sintomáticas não devem amamentar. Aconselha-se também as outras mães, assintomáticas, que amamentam a usar máscara e lavar frequentemente as mãos.

Sugestão do dia

A sugestão de hoje é um vídeo que explica de forma simples, entre outras coisas, o que acontece ao corpo humano quando infectado por coronavírus. Ora veja:

Resumos Anteriores:

16/03/2020

17/03/2020

18/03/2020

19/03/2020

20/03/2020

21/03/2020

22/03/2020

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Expresso das Ilhas,23 mar 2020 17:43

Editado porAndre Amaral  em  26 mai 2020 23:20

1

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.