Coronavírus: O dia em revista

PorSara Almeida,14 mai 2020 18:07

Já poucas dúvidas havia de que o estado de emergência não iria ser prorrogado na Boa Vista, onde restam seis casos activos de COVID-19 e há vários dias não surge um novo caso. A incógnita era a decisão presidencial para Santiago, que tem na Praia o foco epidemiológico do país. Aqui, prolonga-se até 29 de Maio, mas com uma maior flexibilidade. As opiniões dividem-se.

De acordo com dados do site coronavirus.thebaselab.com Cabo Verde, com 26 casos registados nas últimas 24h, está hoje em quinto lugar (ex aequo com o Kuwait) na lista “Países com o maior aumento percentual de casos”. O aumento foi de 9%, com Cabo Verde a somar agora 315 casos.

Outra má notícia é que há um doente em estado muito crítico. O paciente, de 65 anos, e hipertenso, teve inclusive de ser ligado a um ventilador e aguarda-se a evolução do seu estado de saúde.

Aguarda-se também o resultado PCR a nove funcionários e três reclusos na Cadeia de São Martinho, que nos testes rápidos acusaram anticorpos para o SARS-CoV-2, o que indica infecção (activa ou já não).

Os dados de hoje mostram uma tendência que se tem vindo a registar há vários dias. Tendência essa, que esteve na base da decisão do Presidente da República, que ontem, na declaração à Nação, revelou que foram as palavras de Jorge Barreto que o convenceram a escolher a via da prorrogação. Disse o director do Serviço de Controlo e Prevenção de Doenças que em Santiago ainda estamos numa fase ascendente" do número de casos e "ainda não atingimos o ponto máximo" que permita um afrouxamento das medidas.

Se do ponto de vista sanitário a decisão é bastante consensual, a mesma traz implicações a nível económico (e outros) que são-no menos.

Como resumiu à Inforpress o presidente da Câmara de Comércio de Sotavento (CCS), Jorge Spencer Lima, esta agremiação dos empresários discorda da prorrogação, por “priorizar unicamente o aspecto sanitário da saúde” e prevê efeitos “extremamente negativos na economia”.

Também os presidentes das câmaras municipais da Praia e da Ribeira Grande (Santiago) perspectivam que a terceira prorrogação do estado de emergência terá “impacto económico negativo”. Os autarcas realçam, pela positiva, a margem de manobra para a retoma da construção civil e outras actividades.

Muitas medidas sanitárias excepcionais que estão a ser tomadas necessitam, na verdade, de ser efectivadas no âmbito de declaração estado de emergência, sob pena de ferirem a Constituição. Assim, o Ministro da Saúde sugeriu hoje no Parlamento revisão constitucional que permita essas medidas “fundamentais”, sem necessidade desse ‘estado’.

Para terminar o rol de más notícias em Cabo Verde, uma boa (embora surgida em contexto negativo): A plataforma Comvida, um projecto que resulta de um parceria pública-privada, e que foi coordenada pelo NOSi, foi avaliada e colocada “no mapa das melhores inovações tecnológicas a nível mundial para o combate ao COVID-19”. A Comvida é composta “por diversas componentes sendo a parte mais visível o website covid19.cv “

COVID-19 no Mundo

Em Portugal “descobriu-se” que o número de profissionais de saúde contagiados pelo novo coronavírus é 10x superior ao que terá sido diagnosticado. Escreve o Público que “testes serológicos foram aplicados num hospital de Lisboa e outro do Porto a 657 profissionais de saúde. Detectou-se a presença de anticorpos para o SARS-CoV-2 em cerca de dez vezes mais profissionais do que tinha sido identificado em testes de diagnóstico”. Uma vez que não se realizam testes a toda a população, os números podem também dar uma estimativa do que acontece no resto da população...

Em Israel, o combate ao novo (ainda é válido chamar-lhe novo?) parece estar no bom caminho. A SIC noticia que na maioria dos hospitais de Israel, os departamentos de coronavírus fecharam por falta de doentes. Nos últimos dias, não houve registo de mortos no país, mas há ainda 5.434 doentes em recuperação. Os centros comerciais e os ginásios reabriram esta sexta-feira com novas medidas de higiene e distanciamento, e as escolas estão a abrir gradualmente. (SIC Notícias)

A Comissão Europeia comprou 10 milhões de máscaras a um fornecedor da China através de um fundo da UE. Mas... após o envio de um primeiro lote de 1,5 milhão de máscaras para 17 dos 27 Estados-membros da União Europeia e Reino Unido, dois países queixaram-se. Na Polónia, o ministro da Saúde, Lukasz Szumowski, divulgou que as 600 mil máscaras recebidas não tinham os certificados europeus e não cumpriam as normas médicas exigidas para a respectiva distribuição. Assim, a Comissão anunciou hoje a suspensão da entrega dessas máscaras. Citado pelas agências internacionais, Stefan De Keersmaecker frisou que a Comissão Europeia seguiu de forma escrupulosa todas as medidas de controlo quando comprou as máscaras de protecção individual, bem como verificou se eram utilizáveis. "Caso seja necessário, é claro que iremos tomar as medidas legais necessárias", afirmou o porta-voz. (Lusa)

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro usou pseudónimos para realizar vários testes à COVID-19 no mês de Março. “Airton Guedes” e “Rafael Augusto Alves da Costa Ferraz” foram alguns dos nomes escolhidos. Questões de segurança, argumentou. A “máscara” caiu no dia em que o país registou 11 mil casos de infecção em 24h.

Números mundiais

Ao fim da tarde desta quinta-feira registavam-se 4,487,432 casos de infecção (4,396,222 ontem) dos quais 1,688,528 recuperados (1,637,705 ontem). Já 300,729 pessoas morreram devido ao novo coronavírus (295,745 ontem).

(fonte: https://coronavirus.thebaselab.com/ às 17h33 de dia 14/05)

Sugestão do dia

O Presidente da República prorrogou o estado de emergência em Santiago. Mas este quarto (e, obrigatoriamente, último sequencial de acordo com a Constituição) novas “liberdades” são dadas. Incluindo a admissão de celebrações religiosas. A “excepção” à excepção tem sido criticada por várias pessoas, que vêm nesses rituais, que juntam os fiéis, uma grande potencialidade de contágio.

No cartoon desta semana do Expresso da Ilhas, Yuran.H aborda o tema. Assim:

image

/////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////

Anteriores:

16/03/2020 | 17/03/2020 | 18/03/2020 | 19/03/2020 | 20/03/2020 | 21/03/2020 | 22/03/2020 | 23/03/2020 | 24/03/2020 | 25/03/2020 | 26/03/2020 | 27/03/2020 | 28/03/2020 | 29/03/2020 | 30/03/2020 | 31/03/2020 | 01/04/2020 | 02/04/2020 | 03/04/2020 | 04/04/2020 | 05/04/2020 | 06/04/2020 | 07/04/2020 | 08/04/2020 | 09/04/2020 | 10/04/2020 | 11/04/2020 | 12/04/2020 | 13/04/2020 | 14/04/2020 | 15/04/2020 | 16/04/2020 | 17/04/2020 | 18/04/2020 | 19/04/2020 | 20/04/2020 | 21/04/2020 | 22/04/2020 | 23/04/2020 | 24/04/2020 | 25/04/2020 | 26/04/2020 | 27/04/2020 | 28/04/2020 | 29/04/2020 | 30/04/2020 | 01/05/2020 | 02/05/2020 | 03/05/2020 | 04/05/2020 | 05/05/2020 | 06/05/2020 | 07/05/2020 | 08/05/2020 | 09/05/2020 | 10/05/2020 | 11/05/2020 | 12/05/2020

https://expressodasilhas.cv/pais/2020/05/13/coronavirus-o-dia-em-revista/69433

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sara Almeida,14 mai 2020 18:07

Editado porSara Almeida  em  3 ago 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.