Coronavírus: O dia em revista

PorSara Almeida,17 jun 2020 18:14

Afinal, a Ribeira Grande de Santiago não entrou para a lista dos concelhos onde já foram diagnosticados casos de COVID-19. Rectificação feita na habitual conferência diária.

Os três pacientes registados hoje, segundo o comunicado matinal do ministério da Saúde, na Cidade Velha, são afinal da Praia. Trata-se de cabo-verdianos repatriados dos EUA, que estão em quarentena em um hotel situado em Ribeira Grande.

Além desta clarificação, feita na conferência diária, é somado mais um caso aos dez já anunciados de manhã. Assim, a estatística final do dia de hoje é: onze novos casos no total, dos quais três em Santa Cruz e oito na Praia.

Se por um lado há a lastimar o surgimento de onde novas infecções, hoje, por outro há a destacar também que 17 doentes em seguimento, na Praia, testaram negativo no controlo.

Hoje não se registaram novos casos no Sal, mas o boom que se tem verificado desde há um par de semana (71 casos de COVID-19 e um óbito desde 01 de Junho), coloca a ilha no indicador vermelho. Assim, tal como aconteceu na Boa Vista, um ministro será colocado por 15 dias na ilha para “reforçar a coordenação, o plano de intervenção e uma estratégia integrada”. Na Boa Vista tinha ficado o Ministro da Administração Interna, Paulo Rocha. No Sal ficará o ministro do Turismo e Transportes, Carlos Santos, conforme anunciou ontem o primeiro-ministro, em visita à ilha. Ao mesmo tempo, o quadro de desconfinamento previsto para o Sal será alterado.

“Visitas aos lares de idosos, prisões, hospitais, centros de saúde, cujas restrições seriam levantadas no dia 15 [de Junho], vão se estender. Assim como, vamos estabelecer novos horários de funcionamento dos bares, por serem áreas onde a probabilidade de contaminação é mais facilitada”, avançou Ulisses Correia e Silva.

Ainda UCS. O chefe do executivo deu hoje uma entrevista à Rádio Morabeza, onde levanta o véu sobre o protocolo de retoma das ligações aéreas (inter-ilhas e internacionais). A saber, fora da lista estão os testes, pela complexidade e problemas de operacionalidade, e também as quarentenas. Aliás, em relação a estas, os factores contra a imposição são inúmeros. A começar pela inconstitucionalidade da quarentena obrigatória fora do quadro de estado de emergência, e a terminar na impossibilidade de a impor a visitantes e turistas. Pode ler um resumo da entrevista, focado na retoma de voos, aqui. E pode também ouvir na íntegra a entrevista ao PM (aqui).

COVID-19 no Mundo

Uns abrem, outros fecham. O novo surto na China, desta vez em Pequim levou a uma paralisação da mobilidade aérea. No intuito de fechar o cerco ao surto, foram hoje encerrados os dois aeroportos de Pequim. No total, foram canceladas 1255 ligações aéreas, depois de a capital chinesa ter somado 137 casos, nos últimos cinco dias, noticiou a imprensa estatal.

A par do surto de coronavírus em Pequim, um outro tema está a marcar a agenda internacional: Dexametasona. Depois de tantos avanços e recuos sobre os medicamentos, talvez ainda seja cedo para comemorar, mas parece que este anti-inflamatório tem fortes benefícios nos casos de infecção mais graves. A Dexametasona é um genérico, barato, que já está no mercado há décadas, e um estudo de investigadores da Universidade de Oxford aponta que houve uma redução da percentagem de mortes entre os pacientes. Os médicos ingleses, citados pelo Expresso.pt, acreditam que é possível salvar uma vida em cada oito.

image

O El País completa que o ensaio clínico, realizados em milhares de pacientes, mostrou benefícios nos casos que necessitam de respiração assistida e oxigénio, mas não nos casos leves.

Em Portugal, uma festa ocorrida em Lagos (Algarve) está a dar que falar e não pelos melhores motivos. Em cerca de uma centena de pessoas, de vários pontos do país, que passou pela festa, há já 37 casos positivos associados. (Público)

Números mundiais

Ao fim da tarde desta quarta-feira, contabilizavam-se 8,326,141 casos de infecção em todo o mundo (8,196,790 ontem), 4,356,750 dos quais recuperados (4,273,000 ontem). O número de mortes é de 448,034 (443,291 ontem).

(fonte: https://coronavirus.thebaselab.com/ às 18h15 de dia 17/06)

Anteriores:

16/03/2020 | 17/03/2020 | 18/03/2020 | 19/03/2020 | 20/03/2020 | 21/03/2020 | 22/03/2020 | 23/03/2020 | 24/03/2020 | 25/03/2020 | 26/03/2020 | 27/03/2020 | 28/03/2020 | 29/03/2020 | 30/03/2020 | 31/03/2020 | 01/04/2020 | 02/04/2020 | 03/04/2020 | 04/04/2020 | 05/04/2020 | 06/04/2020 | 07/04/2020 | 08/04/2020 | 09/04/2020 | 10/04/2020 | 11/04/2020 | 12/04/2020 | 13/04/2020 | 14/04/2020 | 15/04/2020 | 16/04/2020 | 17/04/2020 | 18/04/2020 | 19/04/2020 | 20/04/2020 | 21/04/2020 | 22/04/2020 | 23/04/2020 | 24/04/2020 | 25/04/2020 | 26/04/2020 | 27/04/2020 | 28/04/2020 | 29/04/2020 | 30/04/2020 | 01/05/2020 | 02/05/2020 | 03/05/2020 | 04/05/2020 | 05/05/2020 | 06/05/2020 | 07/05/2020 | 08/05/2020 | 09/05/2020 | 10/05/2020 | 11/05/2020 | 12/05/2020 | 13/05/2020 | 14/05/2020 | 15/05/2020 | 16/05/2020 | 17/05/2020 | 18/05/2020 | 19/05/2020 | 20/05/2020 | 21/05/2020 | 22/05/2010 | 23/05/2020 | 24/05/2020 | 26/05/2020 | 27/05/2020 | 28/05/2020 | 29/05/2020 | 30/05/2020 | 31/05/2020 | 01/06/2020 | 02/06/2020 | 03/06/2010 | 04/06/2020 | 05/06/2020 | 06/06/2020 | 07/06/2020 | 08/06/2020 | 09/06/2020 | 10/06/2020 | 11/06/2020 | 12/06/2020 | 13/06/2020 | 14/06/2020 | 15/06/202016/06/2020

Concorda? Discorda? Dê-nos a sua opinião. Comente ou partilhe este artigo.

Autoria:Sara Almeida,17 jun 2020 18:14

Editado porAndre Amaral  em  25 set 2020 23:21

pub.
pub.
pub.
pub.

Últimas no site

    Últimas na secção

      Populares na secção

        Populares no site

          pub.